domingo, fevereiro 25, 2024
More

    Siga o Marreta Urgente

    Últimas Postagens

    Denúncia anônima e interrogatório: entenda suspeita de tráfico de pessoas que bloqueou voo e reteve 303 indianos na França

    Os 303 passageiros de nacionalidade indiana, incluindo menores de idade, do avião que viajava entre Emirados Árabes Unidos e Nicarágua e está bloqueado desde quinta-feira na França por suspeitas de tráfico de pessoas, passaram a segunda noite confinados em um pequeno aeroporto.

    Entre os passageiros há “13 menores não acompanhados, assim como menores acompanhados”, afirmou à AFP o Serviço de Proteção Civil do Departamento de Marne, onde fica o aeroporto de Vatry, 150 km ao leste de Paris.

    A idade dos menores vai “de um bebê de 21 meses a um adolescente de 17 anos”, afirmou a Proteção Civil.

    O avião da companhia romena Legend Airlines, fazia o trajeto de Dubai a Manágua, com uma escala na França. Desde quinta-feira (21), o Airbus A340 está bloqueado por suspeitas de tráfico de pessoas, após uma “denúncia anônima”, segundo o Ministério Público de Paris.

    Os passageiros do voo permaneciam neste sábado nas instalações do aeroporto.

    Dois passageiros foram detidos na sexta-feira, segundo o MP, e a investigação busca “verificar se existem indícios que respaldem as suspeitas”.

    Os investigadores verificaram as identidades dos passageiros e da tripulação, assim como as “condições e objetivos do transporte” das pessoas, acrescentou o MP.

    Uma fonte próxima à investigação indicou que os passageiros, provavelmente trabalhadores indianos nos Emirados, pretendiam viajar a um país da América Central para depois seguir em direção ao norte e entrar de forma ilegal nos Estados Unidos ou Canadá.

    Interrogatórios
    Os integrantes da tripulação, 15 para o trajeto Dubai-Vatry e 14 ou 15 para a conexão Vatry-Manágua, “foram interrogados e autorizados a sair em liberdade, e a retornar para casa se assim desejarem”, informou neste sábado Liliana Bakayoko, advogada da companhia aérea.

    A Legend Airlines “já realizou diversos voos neste trajeto, sempre para o mesmo cliente, que não é europeu”, explicou.

    A empresa planeja ser “parte civil se o Ministério Público iniciar uma ação ou apresentar denúncia”.

    Um cordão policial bloqueia o acesso ao aeroporto e lonas brancas ocultam a janela da sala de desembarque.

    A Proteção Civil montou camas e instalou chuveiros no aeroporto. Também disponibilizou banheiros químicos.

    A lei francesa estabelece que, se um estrangeiro chegar à França de avião e for impedido de embarcar para seu país de destino, pode ser retido na zona de espera por até quatro dias.

    O período pode ser prorrogado por oito dias por um juiz e mais oito dias em circunstâncias excepcionais. Dependendo dos recursos apresentados, a permanência máxima na zona de espera é de 26 dias.

    O tráfico de pessoas é um crime punido com pena de até 20 anos de prisão e multa de 3 milhões de euros (R$ 16 milhões) na França.

    A embaixada da Índia na França informou na sexta-feira que obteve acesso consular e está “zelando pelo bem-estar dos passageiros”.

    De acordo com o site especializado Flightradar, a Legend Airlines é uma pequena companhia que possui uma frota de quatro aviões, incluindo dois A340-313.

    O pequeno aeroporto de Vatry recebeu 62.000 passageiros em 2022, principalmente em voos de companhias de baixo custo, segundo a União de Aeroportos Franceses.

    Deixe seu comentário

    Siga o Marreta Urgente

    Latest Posts

    Informe Publicitário

    AMOR ALÉM DA VIDA

    Jornalismo Morreu ou foi assassinado ?

    BRASIL