Delegado Claudinei fecha o 1º ano de mandato com 407 proposições

Delegado Claudinei fecha o 1º ano de mandato com 407 proposições

Maioria das proposições foi para área de Segurança Pública; como servidor público de carreira, o Delegado Claudinei também sempre esteve em defesa dos interesses dos servidores públicos.

Em seu primeiro ano como deputado estadual, o Delegado Claudinei (PSL), o quinto mais votado e o primeiro delegado eleito por Mato Grosso, fecha 2019 com 407 proposições apresentadas, entre projetos de lei, indicações, requerimentos, moções, além de projetos de emenda constitucional, de lei complementar e de resolução. No total, duas leis foram sancionadas pelo governador Mauro Mendes (DEM) e outros dois projetos de lei foram encaminhados para sanção governamental. Como servidor público de carreira, durante o ano, o Delegado Claudinei sempre atuou no Parlamento em defesa dos interesses dos servidores públicos.

“É indiscutível que pautamos esse primeiro ano com muitas ações para a área de Segurança Pública. Fui delegado por 18 anos, 17 destes em Mato Grosso sendo também por dois anos, delegado regional em Rondonópolis. Então, sabemos das dificuldades que o nosso setor enfrenta, como falta de viaturas, efetivos e quão importantes são essas ações para termos uma segurança pública efetiva no combate ao tráfico de drogas, violência, homicídio e a criminalidade em geral. Mas, também não deixamos de atuar por uma melhor Educação, Saúde, Infraestrutura e Agricultura Familiar”, avalia.

A área de Segurança Pública foi a que o Delegado Claudinei mais apresentou proposituras, um total de 128, sendo 83 indicações, com pedidos de viaturas, efetivos, reforma e/ou construção de prédios da Polícia Judiciária Civil (PJC), Polícia Militar (PMMT), Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec), Corpo de Bombeiros (CBMMT), do Sistema Socioeducativo, do Penitenciário, do Departamento Estadual de Trânsito (Detran), além de reativação de postos da Polícia Rodoviária Federal (PRF), entre outros. Também apresentou oito projetos de lei, sendo que um virou a lei nº 10.931/19, reconhecendo a importância social das obras dos Conselhos Comunitários de Segurança (Consegs) e da Federação dos Conselhos de Segurança de Mato Grosso (Feconseg) e seus filiados.

Um dos projetos de lei aprovado em segunda votação na Assembleia Legislativa e que foi vetado pelo governador Mauro Mendes (DEM) trata-se do “Botão do Pânico”, ferramenta que auxiliará na segurança preventiva de mulheres em situação de violência doméstica e familiar. Dados mostram que os números de Feminicídio no Estado são um dos mais altos do país e, neste sentido, o deputado realizou várias ações de combate a essa problemática. Inclusive, com a realização de palestras em parcerias com a PJC, Senai, faculdades, Exército Brasileiro, entre outros. “Vamos trabalhar junto com os demais colegas deputados para derrubarmos esse veto em Plenário, pois não podemos deixar de ter em nosso estado todo e qualquer tipo de ferramenta que venha garantir mais segurança às mulheres em risco de violência doméstica e que corre risco de morte. Além disso, em Cuiabá  o botão do pânico já é utilizado”, afirmou o Delegado Claudinei.   

Foi propositura do deputado Delegado Claudinei, junto ao presidente da Assembleia Legislativa, deputado Eduardo Botelho (DEM), que os recursos economizados do duodécimo de 2019 fossem destinados à compra de viaturas para atender as Forças de Segurança. E, em dezembro, durante Colégio de Líderes, os deputados abraçaram a ideia e parte dos recursos será para este fim. Outra parte dos valores será destinada para atendimento da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) infantil do Hospital de Câncer de Mato Grosso.

Além disso, apresentou sete requerimentos que dizem respeito à Segurança, dos quais dois foram para a realização de audiências públicas que discutiu a construção de um Batalhão da PM ou Companhia Independente da PM na região da Vila Operária, em Rondonópolis e; a outra foi em parceria com a Câmara dos Deputados, juntamente com o deputado federal Emanuelzinho (PTB), para discutir o projeto de lei nº 8045/2010, que altera o Código de Processo Penal, no que tange à matéria “Inquérito Policial”. Fora isso, apresentou cinco moções de Aplausos, seis de Congratulação e três de Pesar, além de um Projeto de Emenda Constitucional, três projetos de Lei Complementar e 11 projetos de Resolução. Todos esses relacionados à Segurança Pública.

Mesmo não dispondo, em 2019, de emendas parlamentares, o Delegado Claudinei articulou parcerias. Uma delas com a empresa ADM do Brasil, em que foram destinadas 50 cadeiras para a Delegacia Regional de Rondonópolis. Já junto com a Secretaria de Estado de Fazenda (Sefaz), efetivou outras duas parcerias, conseguindo equipamentos para a Delegacia Especializada de Roubos e Furtos de Veículos Automotores (DERFVA) e para a Delegacia de Repreensão e Entorpecentes (DRE) de Cuiabá.

O deputado também tem envidado esforços para desbloqueio de recursos na ordem de R$ 3,2 milhões destinados à construção da nova sede da Delegacia Especializada de Defesa da Criança e do Adolescente (Deddica), numa ação junto ao titular da Deddica, o delegado Francisco Kunze Junior. “Para o ano de 2020, vamos destinar R$ 2 milhões de emendas livres à PJC-MT dos R$ 3,276 milhões que temos direito para indicar na Lei Orçamentária Anual de 2020 (PLOA). A nossa instituição merece esse investimento”, destacou Claudinei.

EM DEFESA DOS SERVIDORES – Em 2019, o Delegado Claudinei cobrou do Governo o pagamento do Reajuste Geral Anual (RGA) aos servidores estaduais, bem como cobrou a convocação de aprovados em concursos, em especial, das carreiras da área de Segurança Pública, como a de delegados, socioeducativo, agentes penitenciários, Politec e Detran. Por fim, o parlamentar também é contra a aprovação a “toque de caixa” do aumento da alíquota previdenciária, bem como busca as mesmas condições de aposentadoria dos policiais militares e bombeiros militares aos servidores das demais Forças de Segurança do estado. No decorrer do ano, foram várias reuniões com representantes sindicais dos servidores públicos.

COMISSÕES – Claudinei, que é vice-presidente da Comissão de Segurança Pública e Comunitária, também esteve em Brasília (DF), juntamente com o presidente dessa Comissão, o também deputado estadual Elizeu Nascimento (DC), em busca de emendas federais para atender a área de Segurança. Inclusive, em dezembro, recebeu a informação do líder da bancada, deputado federal Neri Geller (PP) que, dos R$ 27 milhões de emendas federais destinadas à Segurança Pública para 2020, R$ 16 milhões foram oriundos desta ida ao Distrito Federal em que Claudinei e Elizeu articularam junto aos demais parlamentares federais.

Pela Comissão de Segurança, Claudinei ainda requereu a realização de duas audiências públicas: uma para debater a integração entre as forças de segurança pública (civil, militar e federal) das regiões sul e sudeste de Mato Grosso, com o uso do Sistema de Radiocomunicação Digital e outra para discutir o fechamento provisório de 16 delegacias em Mato Grosso.

O deputado ainda é membro titular da Comissão de Direitos Humanos, Cidadania e Amparo à Criança, Adolescente e Idoso. E membro suplente das comissões de Defesa do Consumidor e do Contribuinte; de Trabalho e Administração Pública e; de Saúde, Previdência e Assistência Social.

OUTRAS ÁREAS – O deputado Claudinei também se empenhou com iniciativas, indicações e projetos nas áreas de Educação, Infraestrutura, Agricultura Familiar e Saúde. Uma grande ação foi a articulação do Delegado Claudinei junto à bancada federal, que destinou recursos na ordem de R$ 20 milhões para a Santa Casa de Misericórdia de Rondonópolis. Destes valores, R$ 17 milhões foram de emendas do deputado federal José Medeiros (PODE), dos quais R$ 10 milhões já foram empenhados ainda este ano.

Sobre o Autor

Talvez você também goste

Mega-Sena volta a acumular e prêmio vai a R$ 100 milhões

A Mega-Sena acumulou pela 11ª vez seguida. De acordo com a Caixa, ninguém acertou as seis dezenas do concurso 2187, sorteado nesta quarta-feira (11). Os números foram: 10 – 11 – 16 – 21

Notícias 0 Comentários

PCB, PPS E AGORA CIDADANIA: A ORIGEM É O COMUNISMO

Na tentativa de aplacar o desgaste que os partidos e a classe política vêm sofrendo em todo o país, alguns querem enterrar qualquer resquício que lembre suas origens. Entre as

Notícias

Pequenos produtores de Pedra Preta recebem caminhão para auxiliar na produção

Na sexta-feira (28/02), o deputado estadual Ondanir Bortolini (PSD), Nininho, esteve em Pedra Preta a convite do prefeito municipal Juvenal (MDB), o Ná, e dos vereadores Laudir Martarello (PSD), Professor

0 Comentários

Nenhum comentário ainda!

Você pode ser o primeiro a comente este post!

Deixa uma resposta