terça-feira, abril 23, 2024
More

    Siga o Marreta Urgente

    Últimas Postagens

    Cozinheira assassinada com tiro na cabeça em bar de MT morreu tentando defender filho, diz polícia

    A Polícia Civil de Mato Grosso esclareceu nesta sexta-feira (1) a dinâmica do latrocínio que vitimou a cozinheira Maíra Cristina Vergutz, de 37 anos, assassinada com um tiro na cabeça em fevereiro deste ano, em Sinop, a 503 km de Cuiabá. O delegado responsável pelo caso, Bráulio Junqueira, disse que a vítima morreu tentando defender o filho de 6 anos dos suspeitos.

    Maíra havia levado o menino para o trabalho no dia crime. A criança foi feita de refém por um dos invasores e presenciou a morte da mãe.

    “Três suspeitos entraram no bar, renderam clientes e funcionários e mandaram todos para o fundo do estabelecimento. A vítima não obedeceu e foi em direção ao filho, que estava refém de um dos suspeitos e que disparou contra ela”, detalhou o delegado.
    Segundo a polícia, os investigados, identificados como Eduardo Alves Morastico Niro e Luan Ferreira Rodrigues, estão foragidos. Um adolescente de 17 anos, que também é suspeito de envolvimento no crime, foi apreendido nesta sexta, no Residencial Vila América.

    Eduardo Alves Morastico Niro e Luan Ferreira Rodrigues — Foto: Reprodução

    Bráulio ainda explicou que o crime, tratado inicialmente como homicídio, trata-se de um assalto frustrado que terminou com a morte da funcionária, evoluindo para latrocínio durante as investigações.

    “Eles foram lá com a intenção de roubar um dos veículos que estava estacionado em frente ao bar, mas um dos suspeitos acabou atirando contra a funcionária e fugiram sem levar o veículo”, acrescentou
    A Delegacia Especializada de Homicídios e Proteção a Pessoa (DHPP) representou pela prisão dos três suspeitos que invadiram o estabelecimento.

    O adolescente confessou à polícia a participação no crime e ainda relatou que Luan Ferreira foi o responsável pelo disparo.

    A Polícia Civil segue a procura dos investigados.

    Relembre o caso

    Maíra Cristina foi morta na madrugada do dia 9 de fevereiro, em um bar onde trabalhava, no bairro Jacarandás. Câmeras de segurança registraram o momento em que a ex-cunhada e o filho da cozinheira presenciam a morte dela.

    Segundo a Polícia Civil, uma testemunha disse às equipes que escutou o disparo e que, quando chegou ao local, se deparou com a vítima caída na rua.

    O tiro atingiu o rosto da mulher, que chegou a ser socorrida pelos bombeiros, mas não resistiu ao ferimento e morreu.

    Deixe seu comentário

    Siga o Marreta Urgente

    Latest Posts

    Informe Publicitário

    CÂMARA -CUIABÁ - BALANÇO 2023

    Jornalismo Morreu ou foi assassinado ?

    BRASIL