COVID-19; Quase metade dos internados em UTIs morre, revela estudo

COVID-19; Quase metade dos internados em UTIs morre, revela estudo

Levantamento da UFMG teve como intuito criar uma calculadora que auxilia profissionais de saúde na escolha do melhor tratamento para pacientes internados com a doença

Uma pesquisa da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) apontou que 47,6% dos pacientes internados com covid-19 em Unidades de Terapia Intensiva (UTI) no Brasil morrem. O estudo teve como intuito criar uma espécie de calculadora, disponível gratuitamente, para ajudar médicos e profissionais de saúde a tomar decisões para diminuir o índice de mortalidade em casos graves da doença.

A pesquisa mostrou, ainda, que somente 40% dos pacientes que precisaram do respirador sobreviveram. A taxa de mortalidade é bem maior do que a mundial, em que 45% morrem (contra 60% no Brasil).

Além disso, 87,9% dos pacientes receberam antibióticos, em muitos casos mesmo sem ter quadros de infecções causadas por bactérias e fungos. A pesquisa aponta que isso ocorre pela falta de alternativas para tratamentos para a covid-19, porém a preocupação dos pesquisadores é quanto a possibilidade dessa prática criar uma alta resistência aos antibióticos no futuro.

Para calcular os índices, os pesquisadores levam em conta fatores como idade, comorbidade e frequência cardíaca. Dessa forma, os médicos podem decidir precocemente qual o melhor tratamento a ser adotado para aquele paciente.

Para o estudo, foram analisados 5032 pacientes de 36 hospitais em 17 municípios do Brasil.

CORREIO BRASZILIENSE

Talvez você também goste

Notícias 0 Comentários

MEME ‘NEGÃO DO ZAP’ VIRA POLÊMICA EM GRUPO DA PM-AL

Uma nota de esclarecimento divulgada pela Polícia Militar de Alagoas (PM-AL) nesta segunda-feira (26) surpreendeu pelo teor do documento. O texto estabelece uma série de regras em um grupo de

Adelio é a esquerda e a esquerda aplaude Adelio mentalmente

O deputado Jair Bolsonaro (PSL) teve o abdómen perfurado por uma faca no último dia (6). O parlamentar chegou quase morto a um hospital em Juiz de Fora, Minas Gerais.

Notícias

Apor : Artistas regionais fazem lives em prol da entidade

Desde que as medidas de distanciamento começaram, a Apor acendeu seu sinal de alerta. Isso porque a Associação dos Pacientes Oncológicos de Rondonópolis basicamente sobrevive das doações que chegam por