Candidato a prefeito por Guiratinga Barga Rosa, visita bairros e identifica as demandas

Candidato a prefeito por Guiratinga Barga Rosa, visita bairros e identifica as demandas

A primeira semana de visitas do candidato a prefeito Barga Rosa (DEM) e a vice-prefeita, Fátima Martini (DEM), começou a campanha visitando os bairros Sebastião Dias I, II e III. Durante as visitas o candidato ouviu moradores e, viu de perto as condições das famílias que segundo ele, chegam ser extremamente precárias.

“A gente não pode aceitar a situação que a nossa população enfrenta todos os anos, falta de água, isso precisa ser resolvido e, será a prioridade em nosso mandato”, ratificou Barga Rosa.

Barga Rosa lembrou, que a situação da distribuição da água também é problema nos distritos. “Na Coréia a encanação é precária, no Vale Rico somente um poço está ativado, então, são situações pontuais e possíveis de resolver”, ressaltou.

O candidato pontuou a falta de atenção com as famílias. “Falta esporte e lazer, iluminação, os centros comunitários abandonados, enfim, são problemas que podemos resolver, a nossa gente precisa de atenção, de carinho e qualidade de vida. Guiratinga tem história e nós iremos resgatar isso”. destacou Barga Rosa.

Redação

Talvez você também goste

Política

LUIZÃO DESISTE E CLAUDIO FERREIRA PODE HERDAR BASE DA DIREITA

O empresário Luiz Fernando Homem de Carvalho “Luizão”, que disputou as eleições para prefeito em Rondonópolis em 2020, desistiu da breve carreira política, em 2022 anunciou que ira se dedicar

Destaques

Prefeito de Juscimeira tem bens bloqueados por ação de improbidade

A partir das denúncias do vereador Adilson Miguel Novaki, o Ministério público estadual ajuizou uma ação civil pública por improbidade administrativa contra o prefeito de Juscimeira – MT (157 km

Notícias

Justiça de MT rejeita prorrogação de afastamento de presidente de sindicato e determina seu retorno ao trabalho

Um pedido de prorrogação de afastamento voluntário de função pública para exercício de mandato classista foi rejeitado pelo Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT) e validou a decisão administrativa