CÂMARA DIVIDIDA SOBRE REFORMA DA PREVIDÊNCIA NOS ESTADOS E MUNICÍPIOS

CÂMARA DIVIDIDA SOBRE REFORMA DA PREVIDÊNCIA NOS ESTADOS E MUNICÍPIOS

Na reta final antes de a reforma da Previdência chegar ao plenário da Câmara, um impasse sério divide os deputados: a inclusão ou não de servidores estaduais e municipais nas novas regras. Entre governadores, não há qualquer polêmica. 21 dos 27, ouvidos pelo Jornal Nacional, desejam a inclusão. Não à toa. Segundo um estudo do Instituto Fiscal Independente, os estados gastavam em 2006 R$ 45 bilhões com previdência.

 Em 2017, o valor chegara a R$ 153 bilhões. E tende a aumentar. É com este tema que o relator da reforma na Comissão Especial, Samuel Moreira, tem gasto boa parte de seu tempo, costurando apoios de reunião em reunião com as bancadas. “A Câmara está bem dividida”, afirmou, “mas vamos conversando, ainda tem bastante tempo.” Muitos deputados não querem arcar com o desgaste de votar sim por uma reforma que será muito impopular com o funcionalismo público local.

Moreira havia se comprometido a entregar seu parecer entre hoje e segunda-feira. Os governadores se mobilizam para que ele faça a entrega na terça, quando estarão em Brasília para discutir o tema. Com uma demonstração de apoio em bloco pelos Executivos estaduais, compartilhando o desgaste, talvez fique mais fácil convencer. Foi o que aconteceu na bancada do MDB com a presença dos governadores do Pará, Helder Barbalho, e de Alagoas, Renan Filho. Votos foram virados.

Uma das alternativas é de que cada estado e município decida, posteriormente, se entra ou não na reforma. Para evitar este risco, conta o Painel, o presidente da Frente Nacional de Prefeitos, Jonas Donizette, tem outra ideia. Que a adesão ocorra por decreto, se o Congresso não a aprovar.

Redação com Meio

Sobre o Autor

Talvez você também goste

Brasil

54% de infectados pelo Covid-19 no Brasil estão recuperados

O Ministério da Saúde divulgou novo balanço com os números da Covid-19 no Brasil, na noite desta sexta-feira (26). Em território nacional, o total de infectados é de 1.274.974. Nas

Notícias

Rondonópolis completa 5 dias sem óbitos por COVID-19

Segundo o Boletim Epidemiológico datado de 04 de fevereiro às 17h45, e publicado no portal da prefeitura municipal de Rondonópolis, até 18h14 desta terça-feira, dia 9 de fevereiro, são cinco

Brasil e Paraguai já falam em fortalecer relações no governo Bolsonaro

Marito Abdo, conservador e atual presidente do Paraguai, afirmou em sua conta no Twitter na manhã de domingo (21), ter recebido proposta Bolsonaro para fortalecer relações entre Brasil e Paraguai.

0 Comentários

Nenhum comentário ainda!

Você pode ser o primeiro a comente este post!

Deixa uma resposta