Briga pelo poder na câmara faz saúde sangrar em Rondonópolis

Briga pelo poder na câmara faz saúde sangrar em Rondonópolis

A sessão ordinária desta quarta-feira (21), será conhecida como a sessão que não terminou. A discussão do projeto de antecipação da eleição da mesa diretora da câmara, que foi solicitado em regime de urgência e acabou não sendo deferido pelo presidente da casa, gerou grande confusão.

O projeto reúne apoio de uma maioria de 14 vereadores, que acabaram deixando a sessão e com isso foi encerrada por falta de quórum para deliberação de matérias. Diante disso projetos de relevância para a sociedade e que seriam votados acabaram sendo prejudicados e sua aprovações e análises ficam atrasados.

Entre os projetos que aguardavam votação e aprovação estava o crédito de R$ 488 mil para o custeio mensal dos leitos de uti do covid-19 no município de Rondonópolis.

Redação

Sobre o Autor

Talvez você também goste

Política 0 Comentários

RONDONOPOLITANOS EMBARCAM PARA POSSE DE BOLSONARO

Para um grupo de apoiadores do presidente eleito Jair Bolsonaro em Rondonópolis, a virada do ano será diferente e especial. Eles embarcam neste domingo 30 de dezembro rumo a Brasília,

RONDONÓPOLIS 0 Comentários

AGROPECUARISTA AIRTO SCHNEIDER RECEBE O TÍTULO DE CIDADÃO RONDONOPOLITANO

O agropecuarista Airto Schneider, 76 anos, casado com Carmem Clarice Schneider, recebeu na segunda-feira (10) das mãos do vereador Orestes Miraglia, o título de Cidadão Rondonopolitano. Gaúcho natural da cidade

Notícias

Protesto contra lockdown em Belo Horizonte

Na manhã do domingo 28, movimentos democráticos se manifestaram contra o lockdown em Belo Horizonte (MG). A capital mineira está em isolamento social radical por determinação do prefeito Alexandre Kalil (PSD). Segundo ele,