Bolsonaro se reúne hoje com Maia, embaixadores e governadores

Bolsonaro se reúne hoje com Maia, embaixadores e governadores

No segundo dia em Brasília esta semana, o presidente eleito, Jair Bolsonaro, tem hoje (14) uma agenda intensa. Ele toma café da manhã com o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), que disputa a reeleição para comandar a Casa na próxima legislatura, e que conduz uma série de votações ainda este ano.

O deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) disse que a equipe de transição do novo governo quer evitar a aprovação no Congresso das chamadas pautas-bomba, como aquelas que podem aumentar as despesas para a administração federal. O assunto deve ser tratado entre Bolsonaro e Maia.

Em seguida, Bolsonaro se reúne com os embaixadores do Chile, dos Emirados Árabes Unidos, da França e do Reino Unido, no Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB). No Rio de Janeiro, ele esteve com os embaixadores dos Estados Unidos, China e Itália.

O presidente eleito pode ainda hoje anunciar o nome do escolhido para assumir o Ministério das Relações Exteriores. Ontem (13), ele disse que o embaixador Luiz Fernando de Andrade Serra está entre os cotados para o posto. O diplomata de carreira era embaixador do Brasil na Coreia do Sul até meados deste ano.

Governadores
Bolsonaro também participa da reunião com os governadores eleitos e reeleitos, no Centro Internacional de Convenções do Brasil (CICB). Até ontem dos 27 governadores, 18 confirmaram presença. Haverá um almoço com o presidente eleito e parte de sua equipe, incluindo Paulo Guedes, que assumirá o Ministério da Economia, e o presidente do Senado, Eunício Oliveira (MDB-CE).

O encontro é organizado pelos governadores eleitos de São Paulo, João Doria (PSDB), do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB) e do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC). Em discussão, as prioridades dos estados e a relação com o governo federal.

Ontem, o presidente eleito afirmou que está aberto ao diálogo e também para conversar sobre a necessidade, de alguns estados, de renegociar dívidas. Mas afirmou que há dificuldades em elevar a destinação de verbas, pois o Orçamento Geral da União “está complicado”.

Transição
Bolsonaro também vai se reunir com a equipe de transição, no CCBB. A expectativa é anunciar ainda hoje o nome do ministro do Meio Ambiente.

Ontem (13), ele avisou que será mantido o status de ministério para o Trabalho, cuja estrutura será absorvida por outra pasta.

A futura ministra da Agricultura, Tereza Cristina, disse que sua área vai agregar também o setor de pesca e as políticas relacionadas à agricultura familiar e reforma agrária. No cenário atual estas estruturas estão sob duas secretarias especiais vinculadas diretamente ao Palácio do Planalto.

Fonte: EBC

Sobre o Autor

Talvez você também goste

Destaques 0 Comentários

4 FEDERAIS DISPUTAM REELEIÇÃO, 3 RESPONDEM PROCESSOS. SOMENTE GALLI ESTÁ LIMPO

Dos quatro deputados federais que buscam a reeleição apenas um não é detectado no aplicativo chamado  O Detector de Ficha de Político, antigo Detector de Corrupção, é uma iniciativa do projeto

Destaques 0 Comentários

SEM CAIXA, COLAPSO NO INSS QUASE INEVITÁVEL

O governo está sem caixa. E precisa da articulação no Congresso, com base política instável. É necessário a autorização para arrecadar R$ 248 bilhões com a venda de títulos do

Notícias 0 Comentários

PM ENCERRA” FESTA DE MENORES” AO SOM DO HINO NACIONAL (VÍDEO)

Na madrugada de domingo (18) vizinhos acionaram a PM, por conta do barulho do som e suposto disparo de arma de fogo. Quando a polícia chegou ao local mais de

0 Comentários

Nenhum comentário ainda!

Você pode ser o primeiro a comente este post!

Deixa uma resposta