sexta-feira, maio 17, 2024
More

    Siga o Marreta Urgente

    Últimas Postagens

    Bolsonaro não cometeu crime no caso Covaxin, aponta PF

    No que depender a Polícia Federal, o presidente Jair Bolsonaro (PL) não precisa se preocupar com uma das muitas acusações que lhe foram feitas pela CPI da pandemia.

    Em relatório enviado ao Supremo Tribunal Federal (STF), a PF concluiu que ele não cometeu crime de prevaricação na compra frustrada da vacina indiana Covaxin e que não era necessário tomar o depoimento do presidente.

    Em depoimento à CPI, o funcionário do Ministério da Saúde Luís Ricardo Miranda e o irmão dele, o deputado federal Luis Miranda (DEM-DF), disseram ter relatado a Bolsonaro irregularidades na negociação da vacina, que ele prometeu levar a denúncia adiante, o que não fez. De acordo com a PF, não cabe ao presidente comunicar eventuais crimes. 

    Então… Se a PF deixou mais feliz o dia de Bolsonaro, a dor de cabeça veio de aliados. O procurador-geral da República, Augusto Aras, recomendou que seja mantida a investigação contra o presidente pelo vazamento de uma investigação a respeito de um ataque hacker ao TSE que estava sob segredo de Justiça. E o ministro da Casa Civil, Ciro Nogueira, presidente do PP, liberou os diretórios regionais para usarem como quiserem as inserções de TV no primeiro semestre, mesmo que façam críticas ao governo federal. Na Bahia, por exemplo, o partido tem uma aliança sólida com o PT.

    Aliás… Bolsonaro disse ontem, em entrevista à TV Record, que não prestou depoimento à PF no caso do vazamento por “decisão do advogado”, no caso, o advogado-geral da União, Bruno Bianco. O ministro do STF Alexandre Moraes determinara que Bolsonaro depusesse presencialmente, mas ele alegou “direito de ausência” para não comparecer.

    Redação com Meio

    Deixe seu comentário

    Siga o Marreta Urgente

    Latest Posts

    Informe Publicitário

    ALMT|VIOLÊNCIA CONTRA A MULHER

    FESTA DAS NAÇÕES 2024

    BRASIL