Base Bolsonarista tenta impedir abertura de CPI

Base Bolsonarista tenta impedir abertura de CPI

A base do governo promete partir com tudo para, na impossibilidade de evitá-la, inviabilizar a CPI da Covid. Os planos do presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), são de ler hoje o pedido formal ao plenário. É o rito que abre o processo de instalação. Inicialmente, os governistas tentaram retirar assinaturas — não deu. Hoje, devem tentar obstruir a leitura. Na sessão marcada para 16h de hoje, os senadores da base vão apresentar uma série de questionamentos para impedir que Pacheco chegue à leitura.São as obstruções regimentais.

Caso o presidente da Casa consiga fazer a leitura, a bancada bolsonarista vai atrasar o quanto der a indicação de integrantes da CPI e tentará criar outra CPI paralela, para investigar governos estaduais e prefeituras. Pacheco estava sentado no pedido de CPI, que atendia todas as exigências regimentais, mas foi obrigado a desarquivá-lo por ordem do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Luís Roberto Barroso.

Agora, o próprio STF, que vota hoje a liminar de Barroso, busca uma solução alternativa. Uma corrente na Corte defende que a CPI seja instalada mas só comece a funcionar de fato quando o Senado retomar as atividades presenciais, para o que não há previsão. (Folha)

Enquanto isso… Atendendo à pressão dos governistas, Pacheco vai consultar Secretaria-Geral da Mesa Diretora para saber se o Senado tem competência para investigar as ações de estados ou se essa atribuição é exclusiva de Assembleias Legislativas. O senador governista Eduardo Girão (Podemos-CE) recolheu assinaturas para abrir uma CPI exclusiva para investigar governadores e prefeitos. (Globo)

Redação

Sobre o Autor

Talvez você também goste

Notícias

Avião com jogadores do Cuiabá não consegue pousar em MT

O avião que transportava a delegação do Cuiabá Esporte Clube não conseguiu pousar em Cuiabá na tarde desta quarta-feira, por causa das chuvas. O voo partiu de Guarulhos (SP) com

Notícias 2 Comentários

SEMÁFOROS INOPERANTES A ESPECIALIDADE DA SETRAT EM RONDONÓPOLIS

Em doze(12) meses da gestão do prefeito Zé Carlos do Pátio, a secretaria  de Transporte e Trânsito(SETRAT) sobre a direção de Rodrigo Metello de Oliveira, terminará o ano da mesma

Mato Grosso

Deputado quer política pública de atenção à saúde mental de pessoas que tiveram sequelas da Covid

O deputado estadual Thiago Silva (MDB) apresentou o projeto de lei 219/2021 na Assembleia que “Institui a Política Estadual de Atenção à Saúde Mental das Vítimas da COVID-19 em MT”.