Áudio| Presidente do PROS afirma ter pago irmã de desembargador

Áudio| Presidente do PROS afirma ter pago irmã de desembargador

O novo presidente nacional do PROS, Marcus Holanda (foto), foi gravado em um áudio onde diz ter depositado dinheiro para Raquel Costa Ribeiro, advogada e irmã do desembargador Diaulas Costa Ribeiro – responsável pelo julgamento que o colocou na presidência do partido. O acordo faria parte de um pagamento milionário para uma sentença favorável a ele.

O áudio, obtido pela Folha de S. Paulo, mostra que Marcus guardava  negociação como um segredo. “Ninguém sabe, nem o Amauri [provavelmente Amauri Pinho, advogado e vice-presidente do PROS] sabe, ninguém sabe. Eu nunca falei e nem vou falar”, ele diz. Questionado por uma interlocutora se ele pagou a irmã do desembargador, ele diz: “Ela recebeu sim, picado.”

Em um vídeo publicado pelo PROS da Bahia no YouTube, Marcus fala sobre o comando do partido – e inclui um pedaço do voto do desembargador Diaulas Ribeiro. “Declaro que Marcus Vinicius Chaves de Holanda é o presidente do diretório nacional do Partido Republicano da Ordem Social”, diz textualmente o desembargador.

Marcus foi recolocado no comando do partido na manhã desta quinta, após uma decisão do Superior Tribunal de Justiça (STJ) retirar o fundador do partido, Eurípedes Junior, do cargo. Eurípedes e Marcus lutam pelo comando do partido criado em 2013, e que hoje tem dois senadores e quatro deputados.

A disputa influencia as eleições de 2022: aliados de Marcus tentam lançar Pablo Marçal à Presidente da República, enquanto Eurípedes quer bloquear o assunto e alinhar a legenda a Lula.

Redação com Antagonista

Sobre o Autor

Talvez você também goste

Notícias 0 Comentários

ADILTON PODERÁ UNIR LIBERAIS E CONSERVADORES EM RONDONÓPOLIS

Faltando aproximadamente 11 meses para o pleito municipal, o nome do ex-deputado federal Adilton Sachetti, presidente estadual do PRB em Mato grosso, é um dos mais comentados no meio político

Notícias

Bêbado dirigindo em alta velocidade sem CNH finge ser policial da Aeronáutica.

Um homem de 21 anos tentou se passar por policial da Aeronáutica para não ser preso, após ser abordado dirigindo bêbado e em alta velocidade. O caso foi registrado em

Notícias

TSE |Documento revela perguntas das Forças Armadas sobre segurança das urnas

A Comissão de Transparência Eleitoral (CTE), instalada pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) em setembro de 2021, convencionou que o conteúdo das discussões do grupo seria mantido sob reserva e que,