quarta-feira, maio 29, 2024
More

    Siga o Marreta Urgente

    Últimas Postagens

    Audiência pública requerida por Nininho debate implantação da MT-030; Governo do Estado anuncia apoio ao projeto

    A audiência pública realizada pela Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT) nesta quinta-feira (05) foi um marco importante para a implantação da MT-030, rota alternativa que ligará Cuiabá a Chapada dos Guimarães. O evento, requerido pelo deputado estadual OndanirBortolini – Nininho (PSD), contou com a participação do secretário estadual de Infraestrutura e Logística (Sinfra), Marcelo de Oliveira, do secretário-adjunto estadual de Turismo, Felipe Wellaton, do prefeito de Chapada, Osmar Froner, o vice-presidente da Federação das Indústrias de Mato Grosso (FIEMT), Edgar Borges, o presidente do Sindicatos de Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares de Mato Grosso (SHRBS), Luis Carlos Nigro, autoridades e lideranças comunitárias de Cuiabá, Chapadas dos Guimarães e municípios da região.

    A audiência pública foi um passo importante para a concretização da MT-030. O evento serviu para apresentar o projeto aos moradores da região e para colher sugestões para a obra.  “A população teve a oportunidade de conhecer melhor o nosso projeto. Essa proposta vem sendo discutida há anos e agora está sendo impulsionada com o intuito de finalmente concretizar essa ligação há tanto tempo esperada”, comenta o deputado, informando que o projeto já tem o apoio de todos os deputados e o aval do governador Mauro Mendes.

    O traçado de pouco mais de 30 quilômetros proposto por Nininho começa na Ponte de Ferro, em Cuiabá, interliga com o Rodoanel – uma obra em andamento – e segue até a MT-251, próximo à subestação da Energisa, em Chapada. “Nós iremos fazer uma rodovia com pista dupla, com ciclovia, com iluminação de LED. É uma rodovia que interligará Cuiabá aos municípios do Vale do São Lourenço, do Araguaia e das regiões Sul e Sudeste de Mato Grosso. Será fundamental, inclusive, para o escoamento da produção agrícola”, comenta Nininho.

    O secretário Sinfra, Marcelo de Oliveira, informou durante a audiência que o Governo do Estado apoia o projeto. “Fazer este projeto é investimento para a nossa região. Fazer esta estrada não é gastar dinheiro. Na próxima semana, vou ter uma audiência com o governador Mauro Mendes sobre essa pauta. Basta o deputado Nininho e a Assembleia viabilizarem a disponibilidade de recursos para a contratação do projeto para que a gente possa dar andamento e garantir essa obra importante”, pontua o gestor.

    Outro grande defensor da MT-030 é o secretário-adjunto Felipe Wellaton. “Nós chamamos a MT-030 de Rota das Araras. O mais importante dessa rodovia não é a diminuição da distância, mas o complexo de desenvolvimento que ela traz não só para Chapada dos Guimarães, mas também para toda a Baixada Cuiabana. Chapada tem um clima ameno, tem atrações turísticas, tem uma natureza ímpar. Com a MT-030 cicloviada, Chapada será a rota mundial do cicloturismo. A nova rodovia permitira que possamos investir no turismo, gerar emprego, gerar receita e desenvolvimento”, diz.

    OBRA PRIORITÁRIA

    Para o deputado Nininho, a obra é essencial para Cuiabá e Chapada dos Guimarães por diversos motivos. Em primeiro lugar, ela irá desafogar o tráfego na MT-251, que atualmente é a única via de acesso à Chapada. Isso irá reduzir o número de acidentes e mortes na rodovia, que é considerada uma das mais perigosas de Mato Grosso.

    Nininho avalia ainda que MT-030 irá melhorar o escoamento da produção agrícola das regiões Sul e Sudeste do Estado. A obra irá facilitar o transporte de mercadorias para os mercados consumidores de Cuiabá e de outros estados. A rota alternativa também irá fomentar o turismo em Chapada dos Guimarães e facilitará o acesso dos turistas à cidade, que é um importante destino turístico do Estado.

    Em vídeo, o presidente da ALMT, Eduardo Botelho, declarou que a implantação da MT-030 tem potencial para alavancar, principalmente, o setor do turismo. “É uma das matrizes econômicas que eu defendo e que nós temos que trabalhar. Quero parabenizar o deputado Nininho por essa proposta que vai ajudar a alavancar o turismo e o comércio de toda essa região, Chapada, Campo Verde, Paranatinga e Nova Brasilândia. Todas essas pessoas terão uma nova alternativa para vir a Cuiabá. Estamos nessa luta”, enaltece.

    A rodovia não representa só a redução de distância. Além de segurança também garante a certeza de uma vida melhor para quem mora na região por onde a estrada vai passar e mexer com a economia local. “Para nós, pequenos proprietários e moradores da área de confluência, será uma alegria. Produzimos mandioca, banana, galinhas, porcos e tudo isso. Com esse asfalto passando por essa região, teremos facilidades para escoar a nossa produção e oferecer nossos produtos aos consumidores de Cuiabá ou de Chapada”, afirma o pequeno produtor rural LorivaldoBatista.

    O prefeito de Chapada dos Guimarães, Osmar Froner, afirma que a população do município apoia esse projeto. “Quero parabenizar o Nininho pela retomada desse projeto, que é possível. É importante para os produtores que estão margeando essa rodovia. Vai aumentar a sua receita. Gera emprego na Capital, gera emprego junto aos produtores do sopé do São Jerônimo e gera emprego em Chapada. Inclusive, o novo plano diretor de Chapada vai contemplar os futuros impactos dessa rodovia. E nós queremos somar ao deputado Nininho nessa iniciativa tão importante para todos nós”, expõe Froner.

    PEDÁGIO DESCARTADO

    Nininho aproveitou a audiência para descartar definitivamente a cobrança de pedágio na futura rodovia. “A chance de isso acontecer é zero. Eu acredito que jamais. É uma rodovia turística, para atrair o turista. Você não pode querer inviabilizar todo esse projeto colocando pedágio com um traçado tão curto e tão próximo entre Cuiabá e Chapada dos Guimarães. É algo impossível e que não se discute”, argumenta o deputado.

    TRÂNSITO SEGURO

    Para o empresário Roberto Almeida, a MT-030 vai retirar o tráfego de caminhões da MT-251. “Desta forma, a 251 ficará apenas para as pessoas que pretendem passear e fazer turismo. Ao mesmo tempo, a 030, garantirá o tráfego entre Cuiabá e Chapada com muito mais segurança e rapidez. Todos os comerciantes que transportam a sua mercadoria, que compram em Cuiabá, que compram em Goiás, poderão transportar suas mercadorias com muito mais facilidade através desta nova opção, que já era para estar pronta há muito tempo”, pontua. 

    A criação da rodovia vem sendo discutida desde 30 de outubro de 2008, quando foi aprovada na ALMT a lei 9.003, que autoriza o Governo do Estado a implantar a rodovia MT-030, de autoria do então deputado e atual vice-governador Otaviano Pivetta. “A intenção é democratizar o deslocamento da população de Cuiabá a Chapada de maneira bem mais fácil. É um projeto de Estado e que, em breve, deve acontecer”, comenta o vice-governador.

    PAREDÃO DE CHAPADA

    A transposição do paredão de Chapada é o único obstáculo geográfico do projeto. “É um trecho de cerca de cinco quilômetros onde os desafios serão maiores, mas nada que seja impossível para a engenharia. Vai exigir uma corte na rocha”, avalia Nininho, acrescentando que a parte com declínio da rodovia é de cerca de cinco quilômetros, com aclive de, no máximo nove por cento, que é a elevação permitida para a subida de veículos de carga.

    O parlamentar acredita que o investimento total na rodovia deverá ficar entre R$ 200 e R$ 250 milhões. “Mas não podemos deixar de fazê-la assim mesmo. O importante é evitar o alto número de acidentes na MT-251, reduzir o número de vítimas nessa rodovia e garantir um acesso mais seguro à Chapada e região”, justifica.

    O secretário Marcelo de Oliveira garante que o paredão de Chapada não impedirá a construção da MT-030. “Com relação à subida da serra, se o homem chegou à lua, não vai ser essa subida que vai nos atrapalhar”, afirma.

    RECURSOS NA LDO

    Assembleia Legislativa aprovou uma emenda de autoria de Nininho que inclui a MT-030 na programação da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de 2024. O presidente da ALMT, Eduardo Botelho, defende a inclusão do projeto na Lei Orçamentária Anual (LOA). “Vamos trabalhar a questão deste projeto e criar uma linha dentro do orçamento, colocando recursos para fazer essa obra, que é muito importante para Chapada e toda a região, sobretudo, para o turismo”, argumenta o parlamentar, que enfatizou que estuda a possibilidade de a Assembleia Legislativa disponibilizar recursos para pagar a elaboração do projeto da rodovia.

    “Colocamos o recurso na LDO e, agora, vamos garantir um recurso na LOA e vamos dar sequência a esse projeto”, menciona Nininho. “Para 2024, vamos colocar uma previsão de R$ 100 milhões a R$ 120 milhões. Vamos agilizar esse projeto”, acrescenta Nininho. “Quero agradecer ao secretário Marcelo de Oliveira, ao governador Mauro Mendes, ao presidente da Assembleia, Eduardo Botelho e a todos os deputados pelo apoio à essa rodovia”, enaltece o deputado.

    Redação: Sérgio Ober

    Assessor de Imprensa do deputado estadual Nininho

    Deixe seu comentário

    Siga o Marreta Urgente

    Latest Posts

    Informe Publicitário

    PREF.RONDONÓPOLIS-PRESTAÇÃO CONTAS SAÚDE

    FESTA DAS NAÇÕES 2024

    BRASIL