ÁGUA PARA TODOS -Prefeitura perfura poços artesianos para levar água potável a comunidades rurais e às terras indígenas

ÁGUA PARA TODOS -Prefeitura perfura poços artesianos para levar água potável a comunidades rurais e às terras indígenas

Atenta à preocupante situação da falta de abastecimento de água potável em que vivem algumas comunidades rurais e indígenas da região, a prefeitura municipal, até por uma questão humanitária, se viu na obrigação de fazer alguma coisa para amenizar e reverter essa situação calamitosa.

Segundo informações repassadas pelo Secretário Municipal de Agricultura e Pecuária Genilton Pereira, a prefeitura através do seu programa: “Água Para Todos”, tem procurado levar dignidade e água potável; um elemento essencial à saúde e sobrevivência do ser humano, à todas comunidades rurais, bem como, às comunidades indígenas do município que a prefeitura atendeu as demandas, mesmo não sendo atribuição ou responsabilidade do município.

Em razão disso, a Administração Municipal efetuou um convênio com a FUNASA, utilizando uma máquina “perfuratriz” da instituição, para perfurar quatro poços artesianos nas localidades do: Assentamento Olga Benário atendendo 18 famílias; Assentamento Selva de Pedra (Rodovia do Peixe), com 70 famílias; comunidade Cidade de Pedra (Rodovia do Peixe) com 100 famílias, e, Assentamento Dom Osório com 35 famílias, atendendo a mais de 220 famílias.

Neste mês de junho, a secretaria a pedido do Ministério Público Federal, perfurou com recursos próprios, mais três poços artesianos nas comunidades indígenas Bororos que são as seguintes: Adeia Divisa, Aldeia Apidoparo e Aldeia Pobojare, proporcionando mais dignidade e saúde a esses povos indígenas que por comum, são renegados a própria sorte.

Ainda com recursos próprios, a prefeitura atendeu as comunidades: Aldeinha com 35 famílias; comunidade Pinguela com 45 famílias; comunidade Grota Seca com 45 famílias; comunidade Vila Bueno (Linha Seca) com 60 famílias; Assentamento Banco da Terra Esperança com 50 famílias, e, a Comunidade Bajara com 70 famílias, totalizando: 305 famílias.

E, os trabalhos não param: “ainda nesta semana estamos perfurando um poço na comunidade Rural do Naboreiro que irá dar um reforço ao poço já existente, pois o mesmo não estava suportando a demanda do Distrito”, explica Genilton, que prossegue: “Em seguida, iremos perfurar no Assentamento Chico Mendes e posteriormente perfuraremos outro na Comunidade dos Baianos (Pé do Morro) que irá atender umas 30 famílias”, explicou.

Segundo o secretário, ao todo a administração pública municipal estará aplicando mais de R$ 7 milhões em recursos públicos para oferecer água potável ao homem do campo, bem como, às comunidades indígenas, para que tenham cidadania e melhores condições de vida para si e suas famílias.

Assessoria

Sobre o Autor

Talvez você também goste

Polícia

Dupla é detida em flagrante e entrega que droga apreendida é de organização criminosa

Policiais militares do 11º BPM de Sinop (a 500 km de Cuiabá) prenderam na noite desta segunda-feira (31.08) dois homens por tráfico de droga, no bairro Jardim das Oliveiras. Os

Mato Grosso 0 Comentários

FUNCIONÁRIOS DA EMSA FECHAM MT 100 EM PROTESTO POR ATRASO NOS SALÁRIOS

Um grupo de funcionários da Empresa Sul-Americana de Montagens S/A (EMSA), responsável pelo projeto no trecho entre Alto Araguaia, Araguainha e Ponte Branca, realizaram uma manifestação e bloquearam a rodovia

Notícias 0 Comentários

PRESIDENTE DA AUDICOM-MT É RECEBIDO POR PROMOTOR DE JUSTIÇA DO MP DE SANTA CATARINA

Em missão institucional à Florianópolis (SC), o presidente da AUDICOM-MT, Angelo Silva de Oliveira, visitou o promotor de Justiça, Samuel Dal-Farra Naspolini, no Centro de Apoio Operacional da Moralidade Administrativa