terça-feira, abril 23, 2024
More

    Siga o Marreta Urgente

    Últimas Postagens

    Advogado agride ex-Mulher de cliente|Chutes e puxões de cabelo em MT

    Uma mulher relatou à polícia ter sido agredida com chutes e puxões de cabelo pelo advogado do seu ex-marido na tarde da última quinta-feira (16) em uma casa no Lago do Manso, em Chapada dos Guimarães. O suposto agressor, identificado como F.H.F.N., é advogado de T.LF., ex-marido da vítima.

    A vítima contou no boletim de ocorrência que conviveu com o ex-companheiro por 4 anos e que desde 31 de março estão separados. No processo de separação foram listados os bens do casal, no entanto, não houve determinação para separação dos bens.

    A mulher recebeu uma ligação anônima denunciando que havia pessoas no local. Ela foi até o local com o intuito de filmar a utilização indevida. Chegando lá, se deparou com o advogado do ex-marido acompanhado de uma mulher; o ex-marido, com uma mulher; e outros dois advogados, cada um deles acompanhado de uma mulher.

    Narra o boletim que no momento que a mulher entrou na casa para fazer as filmagens, F.H.F.N. a agarrou pelos cabelos, empurrou para fora de casa, além de tomar o celular dela e agredi-la com um chute. Ninguém a socorreu, disse a mulher no BO, que só conseguiu chamar a polícia após ter se abrigado na casa de um caseiro.

    Após a polícia chegar no local, F.H.F.N. disse que a mulher deveria permanecer a 500 metros de distância seu cliente. Ele disse também que ela havia furtado um r elógio e negou todas as agressões e disse que ela deveria ser presa. F.H.F.N, se recusou a ir até a delegacia sob a alegação que teria ingerido bebida alcoólica.

    No boletim, a mulher disse que deseja representar criminalmente as agressões sofridas e as omissões dos demais citados. A mulher afirmou que casas dos vizinhos possuem câmeras de segurança que podem ter filmado as agressões.

    Redação com GD

    Deixe seu comentário

    Siga o Marreta Urgente

    Latest Posts

    Informe Publicitário

    CÂMARA -CUIABÁ - BALANÇO 2023

    Jornalismo Morreu ou foi assassinado ?

    BRASIL