Adilton Sachetti – Após vencer coronavírus deixa mensagem de superação e agradecimento

Adilton Sachetti – Após vencer coronavírus deixa mensagem de superação e agradecimento

"Não há nada no mundo que pague o valor da vida! "

Após permanecer 34 dias internados na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) do Hospital da Beneficência Portuguesa, em São Paulo (SP). Ex-prefeito de Rondonópolis e ex-deputado federal, Adilton Sachetti se recuperou da covid-19,

Aos 65 anos e pertencente ao grupo de risco, Sachetti chegou a ter os pulmões comprometidos em estágio avançado, precisando de ser entubado.

O ex-parlamentar recebeu diagnóstico positivo para a doença no dia 13 de janeiro. A esposa dele, Lidiane Campos, também contraiu a doença e chegou a ficar internada por alguns dias.

Após experiência Sachetti deixa mensagem:

“Deus faz com que a gente perceba certas coisas nas dificuldades, eu não tive a oportunidade de me desculpar com aqueles que falhei, mais hoje com uma nova oportunidade de viver e estar vivo, que é uma dádiva de Deus, peço desculpas a todos aqueles que de alguma forma magoei, maltratei ou errei! Perdão ? obrigado aqueles que oraram por mim, não há nada no mundo que pague o valor da vida! Por isso sempre que possível vamos celebrá-la ! Obrigado Adilton Sachetti”.

Chris Santos

Sobre o Autor

Talvez você também goste

RONDONÓPOLIS

PM prende homem que furtou casa simulando estar fazendo mudança

Policiais militares de Barra do Garças e de Aragarças, em Goiás prenderam nesta quarta-feira (06.05) um homem por furto, no bairro Jardim dos Ipês. Conforme o boletim de ocorrência, os

Notícias 0 Comentários

MP e PF investigam suposto Caixa 2 de Selma na disputa ao Senado

Polícia Federal e o Ministério Público Eleitoral (MPE) estão investigando suposto Caixa 2 na campanha da juíza aposentada Selma Arruda (PSL), candidata ao Senado Federal. As apurações têm como base

Destaques

MORO ANTECIPOU O “FIM DA LAVA JATO”, AO ACEITAR MINISTÉRIO

“A Operação Lava Jato foi o principal evento político do Brasil na década de 2010. O Brasil de hoje foi em grande parte moldado por uma operação criminal deflagrada em