“A convocação de 160 aprovados não é o número ideal para o Sistema Penitenciário de Mato Grosso”, declara Claudinei

“A convocação de 160 aprovados não é o número ideal para o Sistema Penitenciário de Mato Grosso”, declara Claudinei

O parlamentar expôs que continuará com o compromisso de aumentar o efetivo de servidores nas instituições de segurança pública de Mato Grosso

Com o anúncio do governador de Mato Grosso, Mauro Mendes (DEM), nessa segunda-feira (18), sobre a convocação de 160 aprovados do concurso público do Sistema Penitenciário de 2016, o deputado estadual Delegado Claudinei considerou não ser o número ideal para acabar com o déficit de servidores nas unidades prisionais.

Em frente à Penitenciária Major PM Eldo Sá Corrêa (Mata Grande), em Rondonópolis, o parlamentar analisou a capacidade entre 800 a 1.200 presos nessa unidade que, infelizmente, enfrenta sempre a superlotação. “Tivemos essa notícia da nomeação e estamos nessa luta desde 2019. Considero que esse número de 160 seria para ajudar somente no efetivo da Mata Grande. Havia um estudo antigo para a nomeação de mais de 500 policiais penais de imediato, não seria o ideal, mas ajudaria muito”, frisou Claudinei.

Ele se comprometeu a continuar essa luta para a nomeação dos aprovados em concursos públicos na área da segurança pública de Mato Grosso. “Vamos continuar acompanhando. Ainda é muito pouco a nomeação de 160 policiais penais nas unidades prisionais. Conte conosco nessa luta e todas as forças de segurança para melhorar a estrutura e o aumento no quadro de pessoal. O que queremos é ver resultado positivo para a sociedade”, declarou.

Prorrogação – Claudinei esteve com o secretário de Estado de Planejamento e Gestão de Mato Grosso (Seplag), Basílio Bezerra, no dia 18 de agosto, que havia tratado sobre os prazos dos concursos da Perícia Técnica e Identificação Técnica (Politec), dos Sistemas Penitenciário e Socioeducativo.

Nesse encontro, Basílio havia confirmado ao parlamentar que as prorrogações dos concursos estavam baseadas nas legislações vigentes, para o período de um ano. Ele contou que foi analisado toda a situação para não perder os concursos que estão em tramitação e, também, o custo que seria com o lançamento de novos editais por parte da Administração Pública, caso apontasse em determinado momento, a necessidade de renovação do quadro de pessoal.

Assessoria

Sobre o Autor

Talvez você também goste

RONDONÓPOLIS

NOVO DECRETO LIBERA ATIVIDADES COMERCIAIS EM RONDONÓPOLIS

Em reunião o comitê de gestão de crises e a Prefeitura de Rondonópolis, após reclassificação do município feita pelo Governo do Estado de Muito Alto para Alto, definiu algumas situações.

Destaques

Feriado de 7 de setembro terá Comércio Aberto em Rondonópolis

Em reunião no início da tarde desta quinta-feira (03/09), o presidente Sindicato do Comércio Varejista de Rondonópolis (Sincomroo), Geovane dos Reis Sales solicitou ao prefeito José Carlos do Pátio a

Destaques 0 Comentários

CÂMARA DOS DEPUTADOS APROVA FEX E AGORA VAI AO SENADO

A aprovação da liberação do Fundo de Auxílio Financeiro para Fomento das Exportações (FEX), na tarde desta quarta feira (6) pela Câmara dos deputados e vai injetar 496 milhões nos