sexta-feira, abril 19, 2024
More

    Siga o Marreta Urgente

    Últimas Postagens

    Livro sobre negritude na Turma da Mônica é lançado esse ano

    Chega no segundo semestre deste ano nas principais livrarias e lojas on-line do país o livro Os donos da rua: representatividade racial e as transformações do protagonismo negro no universo Turma da Mônica, de autoria do Mestre em Indústrias Criativas Rodrigo Sérgio Ferreira de Paiva. A obra estará disponível em versão física e virtual, com previsão para o final do mês de julho/início de agosto deste ano. O lançamento deverá contar com a presença da obra em grandes eventos, o que inclui apresentações programadas na UNICAP, na 46º Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação, no IX Congresso Nacional de Educação e na XIV Bienal Internacional do Livro de Pernambuco.

    O texto, agora ampliado e revisado, foi produzido no Mestrado Profissional em Indústrias Criativas da UNICAP (PE) em 2022 e concorre nos prêmios estudantis da Intercom – Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares da Comunicação na categoria de melhor dissertação em Programa de Mestrado Profissional. Também apresenta uma entrevista autoral, assinada como pessoa jurídica pelo estúdio.

    Segundo a sinopse, a presença negra nas histórias em quadrinhos nacionais é fruto de uma evolução de valores estéticos e morais que se desenvolveu ao longo de anos na produção cultural. Com a Turma da Mônica, obra de vida do quadrinista Mauricio de Sousa, não foi diferente. Atualmente, suas personagens são uma referência no imaginário infantojuvenil, além de ilustrarem uma parte significativa da economia criativa brasileira. No que diz respeito à representatividade negra, fundamental na construção do respeito à diversidade étnica, Os donos da rua busca compreender, dentro de um contexto mercadológico, como se deu a transição da presença negra nos produtos editoriais da Mauricio de Sousa Produções de uma posição secundária para protagonista. Afinal, o que se passa nas revistas da Turma da Mônica? A obra é um “sucessor espiritual” de Panther is the New Black: representação e cultura na comunicação do filme Pantera Negra, publicado em 2019 e é dedicada ao quadrinista, que neste ano celebra os 60 anos da personagem Mônica.

    “Sou fã de carteirinha da obra de vida de Mauricio de Sousa, a quem agradeço por tornar minha infância muito mais feliz. A ponto de quase falir meus pais com meu acervo particular de gibis. Sou grato a eles por cada ida e vinda em bancas de revista”, diz o autor.

    O prefácio é de Nobu Chinen, professor e pesquisador de quadrinhos, autor do livro O negro nos quadrinhos do Brasil, da Editora Peirópolis, que traz o seguinte trecho: “este material tem um valor especial por se concentrar na obra de um grande quadrinista brasileiro. Mesmo sendo um fã declarado dos personagens, Rodrigo não deixa de exercitar sua capacidade crítica”.

    Rodrigo Sérgio Ferreira de Paiva é doutorando em Ciências da Linguagem pela Universidade Católica de Pernambuco (UNICAP), Recife – PE, mestre em Indústrias Criativas, especialista em Escrita Criativa e graduado no curso de Comunicação Social com Habilitação em Publicidade e Propaganda também pela UNICAP. É publicitário e autor de artigos acadêmicos e dos livros Panther is the New Black: representação e cultura na comunicação do filme Pantera Negra, lançado na XII Bienal Internacional do Livro de Pernambuco (2019), e Mininho: dores de um cotovelo (2022).

    Autor: Rodrigo Sérgio Ferreira de Paiva

    Editora: Appris

    Coleção: Direitos Humanos e Inclusão | Diversidade Étnico-Racial

    Formato 16 x 23 cm
    ISBN: 978-65-250-4553-5
    Nº de Páginas: 300 | P/B + 50 pag. col.

    Lançamento: 2023.2

    Deixe seu comentário

    Siga o Marreta Urgente

    Latest Posts

    Informe Publicitário

    CÂMARA -CUIABÁ - BALANÇO 2023

    Jornalismo Morreu ou foi assassinado ?

    BRASIL