segunda-feira, março 4, 2024
More

    Siga o Marreta Urgente

    Últimas Postagens

    Sete dicas de como o ChatGPT pode ser um aliado da contabilidade

    O ChatGPT surgiu há alguns meses e virou manchete no mundo todo. A ferramenta traz inúmeros benefícios para os pequenos negócios, como redução de custos estratégicos e operacionais. Sua aplicabilidade acontece no campo do marketing, das finanças, no atendimento ao cliente ou no processo de vendas, com expectativas de aumentar até a receita das empresas.

    Juliano Garrett, diretor da consultoria contábil tributária da Econet Editora, comenta que a IA está provocando uma revolução em diversos setores, inclusive na contabilidade. “Até os contadores podem ter o trabalho facilitado com ferramentas como o ChatGPT. Cabe aos profissionais se adaptarem às mudanças tecnológicas para não perderem espaço no mercado. No entanto, eles devem ser capacitados para usar essa tecnologia com uma abordagem responsável e cuidadosa”, pontua.

    A IA pode ajudar a melhorar a eficiência e a precisão da contabilidade, na visão de Juliano Garrett. No passado, o contador era visto como um profissional que emitia guias e informações tributárias. Porém, a contabilidade moderna tem um papel fundamental nos negócios, porque traz informações que ajudam os gestores na tomada de decisões. “Hoje, o contador auxilia os empresários na definição de quais passos devem ser tomados, unindo a análise de informações às estratégias para alcançar o objetivo desejado”, diz.

    E, neste sentido, a IA tem muito a contribuir. A Econet Editora preparou 7 dicas de como utilizar o ChatGPT como um aliado na contabilidade:

    1. Automatizar tarefas repetitivas e de baixo valor agregado, como o lançamento de dados contábeis. Isso permite que os profissionais se concentrem em atividades mais analíticas, como a interpretação dos dados para a tomada de decisões.
    2. Classificação de despesas: normalmente, essa tarefa exige atenção aos detalhes e pode ser demorada. No entanto, com a IA, é possível automatizar esse processo, tornando-o mais rápido e eficiente.
    3. A IA pode ajudar a identificar fraudes e erros contábeis de forma mais eficiente em relação aos métodos tradicionais porque consegue analisar uma grande quantidade de dados em tempo real, além de identificar anomalias que podem incorrer em erros contábeis.
    4. Análise de dados: A IA pode analisar uma quantidade significativa de dados financeiros e identificar padrões que seriam impossíveis para um ser humano detectar. Com isso, os profissionais da contabilidade podem obter insights valiosos sobre a saúde financeira da empresa e tomar decisões sobre como gerenciar as finanças.
    5. Prever tendências financeiras e identificar problemas antes que eles se tornem uma grande preocupação. Isso permite que os profissionais estejam sempre um passo à frente, garantindo que as empresas tenham uma boa saúde financeira.
    6. Segurança dos dados financeiros: com a IA é possível identificar rapidamente qualquer atividade suspeita, permitindo que os profissionais tomem medidas preventivas para evitar fraudes ou erros. Isso é cada vez mais importante em um mundo digital, onde os dados financeiros são armazenados em servidores on-line.
    7. Busca de referências jurídicas: a IA pode ser uma aliada nas questões jurídicas, otimizando o tempo ao trazer esclarecimento sobre uma dúvida específica.

    Contudo, não se pode atribuir apenas pontos positivos para a tecnologia, como alerta Juliano Garrett. “Ainda existem algumas preocupações quando falamos de IA, especialmente do ChatGPT. A ferramenta não está livre de erros ou equívocos. Por isso, ela deve ser usada como um apoio e os profissionais de contabilidade não devem depender dela totalmente”, argumenta.

    A Econet Editora cita quatro pontos que merecem atenção quando se fala de contabilidade e ChatGPT:

    1) Lembrar que a privacidade dos dados financeiros deve ser garantida em todos os momentos. Os profissionais contábeis precisam estar preparados para lidar com possíveis erros ou falhas na tecnologia.

    2) Os profissionais precisam ter habilidades analíticas e pensamento crítico para interpretar os resultados gerados pelo sistema de IA, compreendendo seus limites e possibilidades.

    3) É indispensável garantir a segurança dos dados contábeis. A LGPD (Lei de Proteção aos Dados) é bem rígida em relação a isso, então o profissional deve ter cautela neste aspecto.

    4) A ética deve prevalecer no uso da IA no ambiente contábil. É preciso garantir que a utilização das tecnologias seja feita de forma responsável e com fins apropriados. Como se sabe, a IA é muito ampla e pode ser usada de maneira indevida.

    Na visão de Juliano Garrett, existem várias formas de a IA facilitar a vida dos contadores. Mas, esses profissionais precisam ter em mente que é uma ferramenta de auxílio, que não exclui o trabalho humano. “É preciso muito cuidado e análise para não cair nas armadilhas da IA. A combinação certa de tecnologia e habilidades humanas é o caminho para criar um futuro melhor para a contabilidade e para a tomada de decisões. O ChatGPT não é uma solução mágica e ainda precisa da curadoria e do julgamento humano”, finaliza.

     

    Deixe seu comentário

    Siga o Marreta Urgente

    Latest Posts

    Informe Publicitário

    AMOR ALÉM DA VIDA

    Jornalismo Morreu ou foi assassinado ?

    BRASIL