sábado, fevereiro 24, 2024
More

    Siga o Marreta Urgente

    Últimas Postagens

    Companhia de circo brasileira se apresenta no Museu de Ciência de Boston


    O Circocan, companhia de circo brasileira, fez uma apresentação especial no Museu de Ciência de Boston, no último dia 14 de agosto. O evento fez parte de um projeto que, além do Circocan, é liderado por pesquisadores da Cruz Vermelha, NASA, Harvard, MIT, Boston University e instituições parceiras e traz discussões e propostas para comunicar e agir na prevenção dos riscos e efeitos das mudanças climáticas.

    A iniciativa reuniu nos Estados Unidos um grupo de cientistas e trabalhadores humanitários para seminários e workshops práticos que relacionam a prática das acrobacias com conceitos fundamentais nas ações de prevenção, gerenciamento de risco e trabalho em comunidade.

    O evento permitiu aos mais diversos públicos (de 5 a 87 anos) vivenciar na prática situações de risco e superação em que eram necessárias comunicação assertiva, trabalho em equipe, ações antecipatórias e desenvolvimento das relações humanas.

    Pedro Cruz, diretor do Circocan e realizador do projeto, tem uma trajetória de 20 anos levando o circo além dos picadeiros: “Acreditamos que a prática do circo traz ferramentas importantes com poder transformador dentro da sociedade: autoconhecimento, diversidade, trabalho em equipe, desafios físicos e mentais. A colaboração com cientistas e pesquisadores de relevância global potencializa nossa contribuição em diversas esferas.”

    A iniciativa levou a equipe do Circocan ao Museu de Ciência de Boston, onde foram realizadas performances e oficinas para os visitantes do local. O evento trouxe reflexões sobre fenômenos naturais, os efeitos das mudanças climáticas, além de formas de melhorar a eficiência nas ações de prevenção e comunicação às populações em áreas de risco.

    As vivências ainda contaram com participação de neurocientistas das principais Universidades de Massachusetts, que buscam desde promoção da melhora da saúde mental em populações de idade avançada até formas de melhorar a eficiência nas ações de mitigação dos riscos advindos das mudanças climáticas.

    De acordo com Pablo Suarez, um dos idealizadores do projeto, cientista e consultor de órgãos como o Banco Mundial, ONU e Boston University, com o cenário das mudanças climáticas é necessário rever a relação com o que pode dar errado, desde prevenção a desastres naturais até seus efeitos na saúde mental:
    “Acrobatas são experts em diagnosticar, compreender e se preparar para situações de risco. O trabalho com a equipe Circocan tem sido transformador. Hoje, sou melhor como cientista e trabalhador humanitário graças ao talento, generosidade e forma de enxergar a sociedade desses artistas”, diz ele.

    A colaboração entre artistas, cientistas, pesquisadores e trabalhadores humanitários não termina com o evento. Além das ações que cada participante leva para sua realidade profissional, futuros encontros em diversos países já estão no planejamento, visando colocar em prática ideias e ações criativas relacionadas a sustentabilidade e mudanças climáticas.

    Informações e contato:
    Cristina Mello – [email protected] – (41) 9 8411-5347
    Pedro Mello – CEO Circocan – (41)9 9926-8713

    Deixe seu comentário

    Siga o Marreta Urgente

    Latest Posts

    Informe Publicitário

    AMOR ALÉM DA VIDA

    Jornalismo Morreu ou foi assassinado ?

    BRASIL