quinta-feira, fevereiro 22, 2024
More

    Siga o Marreta Urgente

    Últimas Postagens

    Adoção de pets é uma experiência que envolve toda a família

    Os animais foram sendo domesticados, e atualmente a maioria vive em casas ou apartamentos, convivendo diariamente com humanos e tratados literalmente como membros da família.

    Todos os animais têm o mesmo direito à vida. Eles têm direito a alimentação, água, lar, saúde, carinho, diversão e serem felizes. Além de serem respeitados, eles também têm o direito de serem cuidados, amados e de terem um lar, assim como os seres humanos.

    “Os ancestrais distantes dos cães, os lobos, tinham uma série de atividades diárias para garantir a sobrevivência.  Buscavam alimentos, água, abrigos seguros, fugiam de ameaças e predadores. Delimitavam e marcavam território, disputavam parceiros para reprodução. Tinham uma vida desafiadora”, relata Vininha F. Carvalho, editora da Revista Ecotour News & Negócios.

    O enriquecimento ambiental permite deixar o local em que o pet vive mais divertido, atrativo e desafiador, deixando o animal entretido e com as suas características de olfato e audição aguçados.

    Bolas recheadas de petiscos e tapetes que despertam os sentidos colaboram para combater a ansiedade. Esses são algumas das formas que a Carolina de Arruda Botelho, tutora da dupla de influenciadores digitais Dingo e Cacau costuma usar para ajudar os paulistinhas a terem mais qualidade de vida.

    “Ter um pet pode ser um modo de ter apoio emocional para trabalhar equilíbrio, redução de ansiedade e tratamento de depressão. Isso acontece por vários motivos, mas sobretudo, porque o pet te desvia de focos de stress como, trabalho, estudo e finanças”, comenta Fernanda Rabaglio, CEO da Matilha Brasil.

    A adoção consciente de animais de estimação vem ganhando muito espaço como alternativa para reduzir o abandono.

    “No dia 4 de outubro será comemorado pelo 23º ano consecutivo, o Dia Nacional de Adotar um Animal. Mas, antes de adquirir um pet, é preciso conhecer a espécie e ter ciência de suas necessidades em todos os aspectos, como o dia a dia de manejo, custos com saúde, alimentação e higiene, visitas regulares ao médico-veterinário e vacinação. É muito importante realizar a adequação do lar, para garantir que o animal desenvolva seu comportamento natural”, conclui Vininha F. Carvalho.

    Deixe seu comentário

    Siga o Marreta Urgente

    Latest Posts

    Informe Publicitário

    AMOR ALÉM DA VIDA

    Jornalismo Morreu ou foi assassinado ?

    BRASIL