RONDONÓPOLIS “CHICAGO DO CERRADO”

RONDONÓPOLIS “CHICAGO DO CERRADO”

ASSALTO E HOMICIDIO NO INÍCIO DO FIM DE SEMANA

A noite de sexta-feira( 25) foi mais uma nas estatísticas de violência na cidade de Rondonópolis desta vez um homicídio e depois em outro local um assalto com trocas de tiros em uma conveniência mostram que enquanto a PM faz operações para tentar conter onda de criminalidade as ocorrências não param e o “Modus Operandi “da bandidagem está cada vez mais diversificado”“.

Veja o vídeo:

 

Segundo uma testemunha que estava na conveniência na hora  do assalto,dois indivíduos em uma moto anunciaram o assalto e roubaram um cordão de ouro de uma das vitimas o policial militar que estava de folga e jantava no local reagiu ao assalto foi quando aconteceram quatro disparos sendo que um atingiu o policial na região do pescoço,o mesmo foi encaminhado ao hospital regional por um taxi que passava no local e o SAMU só compareceu ao local 30 minutos após o incidente.

Mais um inicio de fim de semana violento na cidade que vem sendo chamada de” Chicago do Cerrado “uma referência a cidade americana onde o submundo faz parte da história íntima de Chicago. A cidade onde Al Capone articulou seu império do crime e onde John Dillinger, o maior assaltante de bancos dos Estados Unidos, foi crivado de balas, tem uma tradição gangster que remonta aos tempos da Grande Depressão e da Lei Seca.

Nos últimos dias, o tema mais discutido em rodas de amigos e nas redes sociais  são os altos índices de violência registrados na cidade. Nas discussões, todos têm alguma explicação para tanta criminalidade, mas há quase um consenso de que a impunidade é o principal fator.

O Brasil é regido por leis criminais que remontam a década de 1940. São mais de 70 anos de uma legislação que pouco evoluiu. Quase nenhuma adequação foi feita para adaptar as leis ao crescimento populacional, aos novos padrões culturais ou aos novos valores morais.

O antigo programa Casseta & Planeta, Urgente!  Fez uma piada certa vez muito demonstrativa do “prende e solta”. A piada era a seguinte:

“Batman prende o Coringa, mas Justiça manda soltar!”.

Na conta do prende e solta, os números nunca fecham de forma favorável para a sociedade. O resultado é o sentimento de impunidade que aterroriza o cidadão. É certo, porém, que o poder público fica de mãos atadas diante das falhas da legislação e talvez não se possa ter um horizonte que contribua para a mudança desse quadro, pelo menos não em curto prazo.

A única certeza que se pode ter é que as ações da atuação policial possam atenuar o problema até que o rigor da lei seja concretizado no BRASIL.

 

DA REDAÇÃO

 

 

 

Talvez você também goste

Destaques

APROVADO EM CONCURSO DENUNCIA CODER POR ILEGALIDADE E OMISSÃO AO MP/MT

O aprovado no concurso da CODER (Companhia de Desenvolvimento de Rondonópolis), Ariosvaldez Rodrigues De Lima, encaminhou a câmara de vereadores de Rondonópolis ao MP e ao TCE/MT, uma denúncia de

Marretadas

O DILEMA DE CIDO SILVA

O ex-vereador Cido Silva (PP) de Rondonópolis, que não foi reeleito atualmente assessora o deputado estadual Sebastião Machado Rezende (PSC). É comum ver sua presença marcante em todos os eventos

Notícias

TORNADO DESTRÓI CIDADE GAÚCHA

Um temporal seguido de fortes ventos atingiu a cidade de São Francisco de Paula no início da manhã deste domingo. A passagem do que foi chamado de tornado deixou cinco