PROMOTOR ENCRENCA: COM BECA E DE CUECA, PROMOTOR É PRESO NOVAMENTE APÓS QUEBRAR EMISSORA DE TV E HOTEL EM MT.

PROMOTOR ENCRENCA: COM BECA E DE CUECA, PROMOTOR É PRESO NOVAMENTE APÓS QUEBRAR EMISSORA DE TV E HOTEL EM MT.

O promotor de Justiça Fábio Camilo da Silva que foi conduzido para a Delegacia após se envolver em uma ocorrência de desacato e embriaguez ao volante, na tarde de sábado (1º). Aprontou mais uma de suas peripécias, na madrugada deste domingo (2).

Após ser denunciado de ter ameaçado hóspedes de um hotel e jogado água em um deles. E ele quebrou a porta de vidro de uma emissora de TV e foi detido.
Mas como tem prerrogativa de foro o promotor não permaneceu preso. Caso ele ficasse detido, os militares poderiam ser presos por abuso de autoridade.

A legislação determina que autoridades com foro podem ser presas somente em crimes inafiançáveis, como tráfico de drogas, racismo, tortura, crimes hediondos e terrorismo.

A PM relatou que logo que chegou ao local encontrou o homem visivelmente alterado. Silva argumentou à polícia que somente teria jogado água em um dos hóspedes.
Os hóspedes relataram à PM que Silva os ameaçou e disse que “era melhor eles saírem do hotel ou a situação se complicaria para eles”. A Polícia Militar afirmou que tentou pedir ao promotor para se acalmar. Na sequência, o membro do MPE teria deixado o hotel, dizendo que iria até a cidade de Colíder.

Horas depois, na manhã deste domingo, Fábio Camilo da Silva foi detido novamente. De acordo com a Polícia Militar, ele foi à sede da TV Migrantes, afiliada do SBT em Guarantã do Norte, e quebrou uma porta de vidro da emissora. Ele chegou a machucar a perna durante a ação.

Logo após o ato, a Polícia Militar foi acionada e o promotor foi detido novamente. Ao perceber a presença dos militares, ele chegou a colocar a beca, para demonstrar que é uma autoridade. Por baixo da toga, ele usava apenas uma cueca, sem qualquer bermuda ou calça.

O promotor foi encaminhado ao hospital da cidade para tratar o ferimento na perna. Ele encontra-se detido na unidade de saúde. Um membro do MPE deve ser acionado para ir à Delegacia da cidade para acompanhar o caso. A expectativa é de que ele seja liberado novamente, em razão da prerrogativa de foro.

Em outras imagens registradas durante a ocorrência, Fábio Camilo da Silva fez o sinal da cruz com uma caneca com líquido que aparenta ser cerveja e disse. “Até para curar é mais rápido, daqui a cinco minutinhos não tenho mais nenhum hematoma. Daqui a cinco minutos nem machucado eu estou, porque saro rápido”, narrou.

MPE E A  POSTURA DE PROMOTOR

Por meio de comunicado, na manhã deste domingo (2), o Ministério Público Estadual informou que irá investigar a conduta do promotor de Justiça Fábio Camilo da Silva. O MPE repudiou a postura do membro e garantiu que aplicará medidas disciplinares contra o profissional.

“O Ministério Público do Estado de Mato Grosso lamenta profundamente a situação ocorrida em Guarantã do Norte e assegura que todas as providências estão sendo tomadas para apuração da conduta do promotor de Justiça substituto e adoção das medidas disciplinares cabíveis”.

O órgão ainda justificou que o caso é isolado e não é coerente à postura de outros membros do MPE. “Destaca, ainda, que trata-se de um fato isolado que não representa a postura adotada diariamente pelos 264 membros da Instituição”, asseverou.

Fábio Camilo da Silva é “novato” no Ministério Público Estadual. Ele tomou posse em 7 de abril deste ano, junto com outros 18 promotores.

 

Redação

 

Redação

Talvez você também goste

Política

Novidade na Corrida pela Presidência do Legislativo em Rondonópolis

Dois novos nomes surgem com força na corrida para ocupar a presidência da câmara municipal em 2017. O empresário do ramo de farmácias, Vilmar Pimentel eleito pelo solidariedade (SD) com

Política

LÍDER DE MOVIMENTO DIZ QUE FOI IMPEDIDO DE MANIFESTAR NO PLENÁRIO DA CÂMARA DE VEREADORES

Ricardo GIbram Barbosa, líder do grupo M.A.C.R.O. (Movimento Anti Corrupção Rondon), esteve presente novamente sessão da câmara nesta quarta feira dia (22). No entanto enquanto aguardava  a chegada de membros

Notícias

Carro pega fogo após explosão de smartphone Galaxy Note 7

O carro pegou fogo após explosão de um celular Galaxy Note 7 Uma família da Flórida, nos EUA, compreendeu da pior maneira possível o motivo do recall promovido pela Samsung