PROGRAMA RITMO 93 “INOVA” NO SEGMENTO GOSPEL E CONQUISTA OUVINTES

PROGRAMA RITMO 93 “INOVA” NO SEGMENTO GOSPEL E CONQUISTA OUVINTES

CARLOS MENDES COMANDA O PROGRAMA

A Música gospel  a cada dia está  ganhando espaço no mercado nacional, o seu futuro se revela cada vez mais rico e promissor. Esta opinião encontra consenso entre apreciadores e baseia-se na qualidade dos CDs e nas conquistas registadas nos últimos anos.

Ela se  tornou uma importante aliada no trabalho de evangelização e atrai o público não crente. Artistas como Aline Barros, Fernando Brum, Soraia, Diante do Trono, Lázaro, Eshylla entre outros aparecem até mesmo entre os mais tocados das rádios FMs comerciais do Brasil.

Em Rondonópolis a Rádio Gospel Hits 93.9, entendeu essa fatia de mercado em expansão e nas noites de Segunda a Sexta feira das 20hs às 22hs vai ao ar Programa Ritmo 93.

Com apresentação de Carlos Mendes o programa tem inovado com muitas novidades como noticias gerais que satisfazem o público da igreja e aqueles que não frequentam  igrejas, tocando o melhor da musica gospel combinado com muita informação e noticias.

Aos sábados o Ritmo 93 faz a diferença com uma programação voltada para o publico jovem, tudo sob o comando descontraído e carismático do apresentador Carlos Mendes.

Em um mundo totalmente em constante transformação, a inovação é a estratégia para captar a audiência.

 

Redação

Talvez você também goste

Política

PMDB VAI COMANDAR O SETRAT

A lista do futuro secretariado municipal ainda é um mistério que segundo prefeito eleito de Rondonópolis, Zé Carlos do Pátio (SD), nem a Primeira Dama Neuma de Moraes sabe o”

RONDONÓPOLIS

FABIO CARDOZO COBRA MANUTENÇÃO E TÉRMINO DA AVENIDA OTAVIANO MUNIZ

O primeiro secretário da Mesa Diretora da Câmara, vereador Fabio Cardozo (PPS), cobrou da prefeitura de Rondonópolis, na última sessão ordinária, uma atenção especial à avenida Otaviano Muniz,  na região

Variedades / Entretenimento

O videocassete acabou: última empresa que produzia aparelho anuncia encerramento da fabricação

A empresa japonesa Funai Electric, última fabricante de videocassetes no mundo, divulgou que irá encerrar a produção do aparelho até o final deste mês, por causa da falta de demanda