Médicos retiram agulha de corpo de bebê vítima de ritual religioso

Médicos retiram agulha de corpo de bebê vítima de ritual religioso

Santa Casa de Rondonópolis informou que o quadro clinico é estável

Uma equipe médica retirou uma das agulhas do corpo do bebê de 3 meses que supostamente passou por um ritual religioso no município de São Pedro da Cipa, no mês passado. Segundo o boletim médico, divulgado ontem (6), o quadro da criança é considerado estável e ela já respira sem ajuda de aparelhos.

A menina está internada na Santa Casa de Rondonópolis, que informou que a agulha foi retirada do ouvido do bebê. Outras três ainda estão no corpo da criança e não há previsão de quando novas retiradas do objeto devem acontecer.

A internação aconteceu em 13 de dezembro e desde então a vítima está na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do hospital. A unidade explicou, ainda, que a criança está sendo tratada de uma infecção no sistema nervoso central, que já está recebendo alimentação por via oral e está sendo acompanhada por uma equipe de neurocirurgia e por um otorrinolaringologista.

O caso

Segundo investigações preliminares, a menina de três meses pode ter sido vítima de um ritual religioso. O pai da bebê, Wellinton de Jesus Costa, de 27 anos, e a mãe, que é uma adolescente de 17 anos, foram detidos junto com a líder religiosa Iraci Querioz dos Santos, de 42 anos, chamada de “Baiana”. Eles são os principais suspeitos de terem cometido inserido as agulhas no tórax e na cabeça da criança.

A Polícia Civil de Jaciara foi acionada pelo Conselho Tutelar em 12 de dezembro após o fato ter acontecido no domingo (11). Os conselheiros receberam denúncia da equipe médica do Hospital Municipal de Jaciara sobre suspeita de maus tratos contra A.L.J.S, de três meses.

O delegado responsável pelo caso, Marcelo Melo, havia relatado que tinha sido informado através de uma denúncia de que a bebê estaria sofrendo maus tratos em ritual de magia, e encaminhou equipe de investigação a São Pedo da Cipa.

A criança chegou a ser atendida no Hospital de Jaciara com cortes nos pés. As Investigações também apontam que os pais acreditavam que a vítima ficaria protegida por Deus após as agulhadas. Desta vez, devido ao graus dos ferimentos (hematomas na cabeça e corpo), a equipe de plantão resolveu encaminhar a pequena paciente a Rondonópolis.

 

Fonte:www.rdnews.com.br

Talvez você também goste

RONDONÓPOLIS

Lucas Perrone Comandará a Comunicação da Câmara de Vereadores

O ex-secretário de Esportes e Gestor do Gabinete de Comunicação da Prefeitura de Rondonópolis o jornalista Lucas Perrone ocupará a Secretária Legislativa de Comunicação. Lucas Franco Perrone é um experiente jornalista

Destaques

IPÊ É REPLANTADO NA PRAÇA BRASIL

  Um ato simbólico, esperado pela população, pioneiros e ambientalistas foi concretizado na manhã desta sexta-feira (28) na Praça Brasil em Rondonópolis. O replantio de uma árvore da mesma espécie,

Notícias

UNEGRO PANTANAL RONDONÓPOLIS MT EMPOSSA DIRETORIA

  A UNEGRO-Instituto de Negros pela igualdade é uma organização social que tem como objetivo ações coletivas agem como resistência a exclusão e luta pela inclusão social, foi fundada em