Médicos retiram agulha de corpo de bebê vítima de ritual religioso

Médicos retiram agulha de corpo de bebê vítima de ritual religioso

Santa Casa de Rondonópolis informou que o quadro clinico é estável

Uma equipe médica retirou uma das agulhas do corpo do bebê de 3 meses que supostamente passou por um ritual religioso no município de São Pedro da Cipa, no mês passado. Segundo o boletim médico, divulgado ontem (6), o quadro da criança é considerado estável e ela já respira sem ajuda de aparelhos.

A menina está internada na Santa Casa de Rondonópolis, que informou que a agulha foi retirada do ouvido do bebê. Outras três ainda estão no corpo da criança e não há previsão de quando novas retiradas do objeto devem acontecer.

A internação aconteceu em 13 de dezembro e desde então a vítima está na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do hospital. A unidade explicou, ainda, que a criança está sendo tratada de uma infecção no sistema nervoso central, que já está recebendo alimentação por via oral e está sendo acompanhada por uma equipe de neurocirurgia e por um otorrinolaringologista.

O caso

Segundo investigações preliminares, a menina de três meses pode ter sido vítima de um ritual religioso. O pai da bebê, Wellinton de Jesus Costa, de 27 anos, e a mãe, que é uma adolescente de 17 anos, foram detidos junto com a líder religiosa Iraci Querioz dos Santos, de 42 anos, chamada de “Baiana”. Eles são os principais suspeitos de terem cometido inserido as agulhas no tórax e na cabeça da criança.

A Polícia Civil de Jaciara foi acionada pelo Conselho Tutelar em 12 de dezembro após o fato ter acontecido no domingo (11). Os conselheiros receberam denúncia da equipe médica do Hospital Municipal de Jaciara sobre suspeita de maus tratos contra A.L.J.S, de três meses.

O delegado responsável pelo caso, Marcelo Melo, havia relatado que tinha sido informado através de uma denúncia de que a bebê estaria sofrendo maus tratos em ritual de magia, e encaminhou equipe de investigação a São Pedo da Cipa.

A criança chegou a ser atendida no Hospital de Jaciara com cortes nos pés. As Investigações também apontam que os pais acreditavam que a vítima ficaria protegida por Deus após as agulhadas. Desta vez, devido ao graus dos ferimentos (hematomas na cabeça e corpo), a equipe de plantão resolveu encaminhar a pequena paciente a Rondonópolis.

 

Fonte:www.rdnews.com.br

Talvez você também goste

Brasil

TRABALHAR PRA QUE SE O MEU TÁ GARANTIDO!

Deputados emendam carnaval, e Câmara cancela sessão prevista para esta quinta. Praticamente todos os deputados federais emendaram o feriado de carnaval deste ano e a sessão de debates marcada para

RONDONÓPOLIS

“SEM CONDIÇÕES DE ELEGIBILIDADE NÃO PODERIA OCUPAR A CADEIRA DE VEREADOR” DIZ ADVOGADO

Paulo Cesar de Oliveira, advogado do suplente de vereador de Rondonópolis, Júnior Mendonça (SD), que requereu a extinção do mandato do vereador Juary Miranda de Moraes (SD).Concedeu entrevista a radio

Destaques

Criança sobrevive após ser atingida por caminhão que avançou semáforo vermelho

  Um menino sobreviveu após ser atingido por um caminhão em uma avenida na China. Ele estava em um triciclo empurrado por sua mãe quando o veículo avançou o semáforo