FALCÃO SE LIVROU DE ESTAR NO VÔO DA CHAPE POR DUAS SITUAÇÕES

VEJA COMO ISSO ACONTECEU

Em entrevista para TV italiana, Falcão diz que poderia estar no voo da Chapecoense

Ídolo da seleção brasileira, do Internacional e do Roma, Paulo Roberto Falcão disse que poderia ser uma das vítimas da tragédia com o voo da Chapecoense. A declaração foi dada ao jornalista italiano Giancarlo Dotto, da San Marino RTV. O ex-jogador revelou duas situações que poderiam tê-lo levado a estar no avião da Lamia que caiu no dia 29 de novembro: ele teve chances de Chape e também de ser comentarista da Fox Sports.

– Antes de vir para cá (Itália), eu era treinador, e o Bolívar (zagueiro), um ex-jogador meu, me chamou para ser técnico da Chapecoense porque o técnico (Guto Ferreira) deles havia ido para o Bahia. Hoje não sei por que não fui. Eu poderia estar naquele voo. A segunda coisa: eu fiz o Mundial (2014, no Brasil) com a Fox, da televisão brasileira. E quase voltei à Fox depois. E, seguramente, se estivesse na Fox, estaria com eles. Tanto é verdade que morreu o comentarista Mário Sérgio, um jogador extraordinário que estava lá. Poderia ser eu – revelou Falcão.

Guto Ferreira deixou a Chape para assumir o Bahia em junho de 2016. Caio Júnior assumiu a equipe em seu lugar e foi uma das 71 vítimas da tragédia na Colômbia. Paulo Roberto Falcão está sem clube desde que foi demitido do Internacional, no meio do ano passado. Ele visitou a Itália no início deste ano e entrou para o Hall da Fama do futebol no país.

Fonte:globo.com