Evolução dos Espetinhos, a Jantinha conquista público Rondonopolitano.

Evolução dos Espetinhos, a Jantinha conquista público Rondonopolitano.

Opção é bastante procurada e muda a vida de quem apostou na idéia.

Jantinha reúne espimageetinho de carne mais quatro acompanhamentos

É noite em Rondonópolis.  Assim como centenas de pessoas, o marceneiro Paulo Alves da Silva, de 40 anos, leva a mulher, a funcionária pública Joana D’Arc da Silva, de 38, para comer em um tipo de estabelecimento que virou febre na cidade. As jantinhas – combinação de espetinho de carne acompanhado de arroz, feijão tropeiro, mandioca e vinagrete – são consideradas um “fenômeno” e estão espalhadas por vários cantos da cidade, atraindo cada vez mais pessoas interessadas em uma refeição rápida, barata e saborosa. Quem investiu nesse tipo de negócio há muitos anos, hoje colhe os frutos do grande movimento.

Para o casal, vários motivos servem como atrativo para procurar comida na rua. “Além da praticidade e da comida boa, tem também o principal, que é sair um pouco da rotina”, diz Paulo.

Casal Paulo e Joana vão ao espetinho uma vez por semana

Útil e agradável

A busca quase que diária por comida fora de casa não é exclusividade do casal. Muita gente procura as jantinhas e pelos mais variados motivos. “Estamos sempre em locais que tenham ambiente familiar, porque temos que preservar a nossa imagem”, diz um policial que não quis se identificar.

No caso da funcionária pública Sabrina, que vai sempre com toda a família à jantinha, o que pesa na hora de escolher o local para comer é o bom atendimento, mesmo que tenha fazer um deslocamento maior para isso. “Moro no Jardim atlântico e vou pelo menos uma vez por semana na jantinha que fica bem longe da minha casa. O atendimento é especial e a comida tem qualidade”, pondera.

Para atender a demanda, o Proprietário do espetinho do Carlinhos, localizado na Colina Verde, o empresário Carlos Eduardo Pereira da Silva, começou no ramo há um ano. No início, foi difícil, mas hoje em um dia movimentado, ele chega a vender 100 espetinhos em uma noite.

Sem revelar qual é o seu faturamento médio, ele afirma que o espetinho mudou a vida de sua família. “Tudo isso vem com muito trabalho”, conta ele, O comerciante acredita que o ambiente do estabelecimento e o atendimento nota dez, “Além da comida boa, as pessoas vêm aqui para bater papo, se divertir, é uma forma de lazer”, destaca.

 

da redação

Talvez você também goste

RONDONÓPOLIS

A MAMATA VAI ACABAR

No mês da advocacia a OAB, vai apresentar uma proposta de PROJETO DE LEI-REGULAMENTAÇÃO DE VERBA INDENIZATÓRIA DOS VEREADORES, as informações preliminares foram repassadas pelo o advogado Stalyn Paniago Pereira

RONDONÓPOLIS

Secretaria de Saúde participa de reunião de condução e apresenta relatório de gestão

A secretária Izalba Diva Albuquerque juntamente com sua equipe técnica da Atenção Básica, Ações Programáticas, Saúde Coletiva, Assessoria de Planejamento entre outros departamentos responsáveis pelo funcionamento da saúde do município,

Mato Grosso

Conselho Municipal dos Diretos da Mulher Promove Evento Nesta Terça

Em Rondonópolis o evento alusivo ao Dia Nacional de Mobilização dos Homens pelo Fim da Violência contra as Mulheres, é promovido pelo Conselho Municipal dos Diretos da mulher, a presidente