DOENÇA DA “URINA PRETA” AFETA 52

DOENÇA DA “URINA PRETA” AFETA 52

Número de casos de doença misteriosa aumentou

Dor muscular extrema e urina na cor preta. Esses são os principais sintomas de uma doença misteriosa na Bahia.

O número de casos suspeitos da doença misteriosa que provoca dor muscular intensa e deixa urina preta chegou a 52 na Bahia, segundo dados da Secretaria de Saúde do Estado (Sesab) divulgados nesta terça-feira (10). A contabilização é referente ao período entre 14 de dezembro de 5 de janeiro deste ano. No último boletim divulgado pelo órgão, com registros até 30 dezembro de 2016, os casos suspeitos eram 30. Até 19 de dezembro do ano passado, eram 22.

Em relação ao último boletim, foram 22 novos casos registrados. Segundo a Sesab, não é possível afirmar que as situações tenham ocorrido exatamente entre o último levantamento e o atual (de 31 de dezembro e 5 de janeiro), pois podem se tratar de notificações tardias.

Todos os novos casos foram registrados em Salvador, que desde o ínicio do levantamento já contabiliza 50 suspeitas da doença. Além da capital, também há registros em Vera Cruz (1) e Lauro de Fretas (1).

Os quadros investigados estão sendo tratados pela Diretoria de Vigilância Epidemiológica (Divep) como “mialgia [dor] aguda a esclarecer”, pois ainda não há informações sobre as causas da doença. Uma das hipóteses é de que possa estar relacionada ao consumo de peixe.

Fonte:redação com G1

Talvez você também goste

Mato Grosso

Império Junino de Rondonópolis é campeão

A competição de quadrilhas realizada no domingo (25) na cidade de Ribeirão Cascalheira, consagrou o grupo Império Junino, de Rondonópolis como grande vencedor. Que garantiu a vaga na final do

Destaques

EXCLUSIVO: VEJA O REQUERIMENTO PROTOCOLADO NA CÂMARA QUE PEDE A EXTINÇÃO DO MANDATO DO VEREADOR ACUSADO DE IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA.

O site Marreta Urgente teve acesso ao requerimento protocolado nesta segunda-feira (6) na câmara de vereadores de Rondonópolis, que pede a extinção do mandato do vereador Juary Miranda Moraes (SD)

Brasil

IRRECUPERÁVEIS: GRANDE PARTE DOS PRESIDIÁRIOS ENVOLVIDOS NAS CHACINAS GOSTAM DE MATAR, MORRER E BRIGAR

Vou aqui repassar minha experiência de 35 anos em unidades psiquiátricas-forenses hospitalares. Minha tese é de que , para deter as rebeliões/chacinas nos presídios, de nada adiantará “políticas de direitos