DA BANCADA DO MT APENAS BEZERRA RECEBEU DINHEIRO DIRETO DA JBS

DA BANCADA DO MT APENAS BEZERRA RECEBEU DINHEIRO DIRETO DA JBS

Após o escândalo da delação da JBS, que envolveu o senador Aécio Neves (PSDB) e o presidente Michel Temer (PMDB), Lula (PT) e Dilma que são investigados e estão na mira da LAVA JATO, uma lista incontável de pessoas está sendo apresentada. Importante frisar que os nomes apresentados da bancada de MT, nenhum deles figuram como investigados na Lava Jato.

Vejamos. Entre esses nomes aparecem, os deputados federais: Fabio Garcia (PSB), Adilton Sachetti (PSB), Victório Galli (PSC), Valtenir (hoje PMDB), Welington Fagundes e Ságuas Moraes (PT).

No entanto, olhando atentamente a prestação de contas, percebemos que o único parlamentar de MT a receber doação DIRETA DA JBS, foi o deputado federal Carlos Bezerra.

Nenhum outro parlamentar figura como recebedor de recursos da empresa diretamente. Segundo a prestação de contas oficial, todas as demais doações foram de partidos ou coligações.

Um fato que pode ter passado despercebido pela grande mídia, mas não aos olhos perspicazes do Marreta Urgente, que destaca sempre a verdade dos fatos.

A lista mostra claramente que somente o Bezerra recebeu doação direta da JBS, é somente o veterano poderia figurar com algum tipo de ligação com a JBS.

Os demais parlamentares que receberam, após contatos com algumas assessorias, em sua maioria só ficaram sabendo que tinha dinheiro da JBS após as eleições, quando da prestação de contas. Pois até então, os recursos estavam carimbados com nome de partidos e coligações. E, de fato essas informações, do doador direto, estão descritas nas prestações de contas de todos os parlamentares citados, sendo que os valores foram todos declarados legalmente.
Muitos tinham certeza que seria de empresas diversas ou dos fundos partidários. E, aqueles que receberam da coligação de Pedro Taques, por exemplo, tinha compromisso em apoiar a coligação do então candidato ao governo, e não a JBS.

Em 2014, a empresa JBS financiou, em Mato Grosso cerca de R$ 3,6 milhões. Segundo dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Essa foi a ultima vez que empresas participaram como doadoras diretas em campanhas eleitorais.

Em 2014, o deputado federal Carlos Bezerra (PMDB) recebeu R$ 500 mil da JBS, conforme dados oficiais de sua prestação de contas. Bezerra, ainda recebeu mais R$ 500 mil da JBS por meio do Diretório Nacional do PMDB.

No entanto as doações foram legais, todas “por dentro” e nenhum dos parlamentares da bancada de MT está sendo investigado pela LAVA JATO.⁠⁠⁠⁠

 

Redação

Talvez você também goste

Notícias

PRESIDENTE DO CONSEG FAZ “DURAS COBRANÇAS” AO PREFEITO ZÉ DO PÁTIO DAS DEMANDAS DO MUNICÍPIO NA SEGURANÇA PÚBLICA

A segurança pública é dever do estado, no entanto o Município poderá firmar convênios ou acordos com órgãos de segurança pública e estabelecer políticas estratégicas e de apoio, visando um

RONDONÓPOLIS

Orestes Miráglia quer Observatório Social coordenando licitações

O vereador Dr. Orestes Miráglia (SD), ao fazer uso da palavra na Tribuna Livre da Câmara, questionou com muita propriedade a questão das empresas que ganham licitação na cidade, muitas

Destaques

Departamento Jurídico da Coligação “Rondonópolis Merece Mais” afirma que o caso é totalmente reversível.

Após a candidata a vice-prefeita Marildes Ferreira ter sua candidatura impugnada por decisão da justiça eleitoral a Coligação “Rondonópolis merece mais” do candidato à prefeito Rogério Salles já começou a