CASSAÇÃO DE MANDATO: SENTENÇA DO JUIZ ELEITORAL DE CUIABÁ REACENDE “CASO SEMELHANTE” EM RONDONÓPOLIS

CASSAÇÃO DE MANDATO: SENTENÇA DO JUIZ ELEITORAL DE CUIABÁ REACENDE “CASO SEMELHANTE” EM RONDONÓPOLIS

O juiz Gonçalo Antunes de Barros Neto, da 55ª Zona Eleitoral de Cuiabá, determinou a cassação do mandato do vereador Elizeu Francisco do Nascimento (PSDC), de Cuiabá.

A decisão foi dada na última quinta-feira (14) e atendeu a uma ação de investigação eleitoral movida pelo Ministério Público Eleitoral, que apontou fraude na composição da lista do partido durante as eleições de 2016.

Além do vereador democrata-cristão, o juiz também determinou a inelegibilidade por oito anos de outros quatro candidatos.

Na representação, o MPE afirmou que o partido fraudou a lista de candidatos de modo a desrespeitar a cota mínima de 30% por gênero, colocando candidatas “fantasmas” que apenas emprestaram seus nomes, mas que não disputaram as eleições de fato.

A assessoria de imprensa da Câmara de Cuiabá afirmou que irá buscar um posicionamento do vereador Elizeu Nascimento sobre a decisão.

Mesmo com a decisão, Elizeu Nascimento pode recorrer ao Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso ainda no cargo de vereador.

CASO SEMELHANTE EM RONDONÓPOLIS

Os vereadores Bilu e Roni Cardoso poderão também terem seus mandatos cassados

Foi constatado pelo TRE através do Ministério Público que Dinise Frichs e Edna Magali Ferreira Santana foram candidatas a vereadoras que obtiveram zero voto, no entanto existem provas que uma das candidatas fez campanha em rede social para um candidato a vereador eleito pelo PMDB.

Quando foram ouvidas pelo MP, informaram que não houve gastos de campanha, no entanto após investigação foi constatado que houve movimentação nas contas das candidatas.

O TSE pediu fiscalização ao TRE, que encaminhou ao Ministério Público um inquérito investigativo de todas as candidatas com zero voto as famosas “laranjas”.

E após investigação do Ministério Público Eleitoral que constatou ilegalidades pedindo a Dra. TATYANA LOPES DE ARAÚJO BORGES, juíza da décima zona eleitoral a cassação da diplomação dos eleitos e suplentes da coligação PRTB /REDE- JUNTOS FAREMOS A CIDADE QUE QUEREMOS.

A Coligação elegeu dois vereadores em Rondonópolis, Roni Cardoso e Bilú do Depósito de Areia, porém se o caso for confirmado, os dois perderam as vagas na Câmara Municipal.

A coligação PRTB/REDE teve os 32 nomes que fizeram parte da chapa intimados a prestar esclarecimentos à justiça eleitoral.

Caso sejam cassados os dois vereadores poderão recorrer, no entanto fora do cargo.

Com a decisão do juiz Gonçalo Antunes de Barros Neto, de Cuiabá o caso dos vereadores de Rondonópolis voltam a serem questionados com maior evidência, alguns acreditam que a decisão do magistrado devera repercutir também no caso de Rondonópolis.

 

Redação

 

Talvez você também goste

Brasil

“TUDO AZUL” COM BLAIRO MAGGI

Blairo Maggi, atual Ministro da Agricultura e empresário, considerado um dos 100 brasileiros mais influentes de 2009 e 62º líder mais influente do mundo pela  Revista Forbes. Eleito com mais

RONDONÓPOLIS

PROCON E CDL ORIENTARAM CONSUMIDORES NO MUTIRÃO DA JUSTIÇA EM RONDONÓPOLIS

O PROCON de Rondonópolis em parceria com a Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), esteve promovendo ações de orientação aos consumidores neste sábado no Mutirão da Justiça Comunitária, com uma série

Notícias

ASSASSINATO É SOLUCIONADO 41 ANOS DEPOIS POR CAUSA DE PROVA DE DNA

O assassinato de Karen Klaas, ex-esposa do cantor Bill Medley, que fez sucesso na banda Righteous Brothers, foi solucionado após 41 anos. De acordo com informações publicadas pela People, o