BOATO: BRASIL NÃO VAI RECEBER 13 NAVIOS COM REFUGIADOS MUÇULMANOS

BOATO: BRASIL NÃO VAI RECEBER 13 NAVIOS COM REFUGIADOS MUÇULMANOS

As redes sociais recebem a cada dia inúmeras mensagens, que não passam de boatos e a mais recente  informação que está  ganhado espaço é de  que começarão a chegar em julho 13 navios vindos da Europa com 1,8 milhão de refugiados muçulmanos. Não é verdadeira.

A Agência da ONU para Refugiados (Acnur) no Brasil diz que desconhece tal informação e que ela não procede. O Ministério das Relações Exteriores informa que a notícia é falsa e não tem nenhum fundamento.

A Lei de Migração (e não Lei do Imigrante, como diz a mensagem) regula a entrada e estada no Brasil dos migrantes e visitantes e estabelece diretrizes para as políticas públicas voltadas para esse público. A proposta substitui o Estatuto do Estrangeiro, de 1980.

No próximo dia 20 deste mês, é comemorado o Dia Mundial do Refugiado.

Essa não é a primeira vez, e não será a ultima que falsas mensagens circulam e ganham proporção em redes sociais, espalhando notícias falsas. Que podem gerar muitos transtornos

 

Veja o que diz a falsa mensagem:

 

 

Checar um fato conferir as informações  tem como objetivo atestar a veracidade de notícias e informações espalhadas pelas redes sociais e pela web.

As redes sociais e a internet têm possibilitado o estreitamento de distâncias que, antes, pareciam inacessíveis. O que muita gente não sabe, no entanto, é que uma informação falsa, ou boatos compartilhados na internet, podem trazer consequências graves e ser considerado crime.

Veja alguns sites que ajudam a desvendar os boatos e mentiras da rede:

Boatos.org – É uma alternativa para checagem de histórias espalhadas pela internet.

E-farsas – O tem mais de 10 anos de existência e nele é possível pesquisar sobre a maior parte dos boatos amplamente difundidos na rede. O autor do site além de pesquisar a origem dos boatos, tenta fazer uma análise minuciosa sobre os pontos contraditórios contidos na informação que está sendo divulgada.

Tentar esclarecer os fatos divulgados na internet não é o mesmo que inibir a livre manifestação de opiniões, mas uma iniciativa importante para distinguir o que é informação verdadeira das histórias falsas divulgadas de maneira irresponsável.

 

Redação

Talvez você também goste

Polícia

ADVOGADA É DETIDA TENTANDO ENTREGAR CELULARES A PRESOS EM VG

A advogada R.V.M.V., inscrita na subseção da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) de Mato Grosso,foi detida por agentes penitenciários tentando entregar dois telefones celulares, dois chips de operadora, além

Política

Marildes Ferreira Assumirá a Coordenação do Procon em Rondonópolis

Confirmado nos próximos dias será publicado no diário oficial da prefeitura de Rondonópolis a nomeação de Marildes Ferreira ( PSD), Ex-secretária Municipal de Saúde como coordenadora do PROCON. Com graduação em

Variedades / Entretenimento

ÚLTIMAS NOTÍCIAS: PROJETO DE INICIATIVA POPULAR QUER CRIMINALIZAÇÃO DO FUNK.

Uma  proposta, apresentada pelo empresário Marcelo Alonso, de São Paulo, recebeu mais de 21 mil assinaturas de apoio e virou uma sugestão legislativa no Senado.  O projeto de iniciativa popular