BETO DO AMENDOIM “QUEBRA PARADIGMA” E ENTRA PARA A HISTÓRIA

FOI DELE O VOTO DECISIVO PARA VITÓRIA DA NOVA MESA DIRETORA

O resultado da eleição da nova mesa diretora da câmara de vereadores de Rondonópolis provocou uma série de polêmicas, o que se viu nas redes sociais foi algo próximo de uma ação terrorista virtual com xingamentos de quem perdeu a eleição, coisa de quem não sabe perder por ignorância ou de quem não aceita o voto livre.

Apontar o dedo para esse ou aquele vereador com acusações acirra os ânimos a ponto da estupidez, mas não contribui em nada para melhorar a democracia.

O voto é livre e foi assim que aconteceu uma chapa recebeu dez votos e a outra onze votos obviamente a que teve maior numero foi a vencedora. Parece difícil de entender vou explicar 11 é maior que 10 simples assim.

A justificativa para a liberdade do voto mostra como agiu o Vereador Beto do Amendoim (PSL) simplesmente ele quebrou um paradigma que se arrastava a muitos anos onde a mesa diretora era uma extensão do executivo.

Ou seja, Beto do Amendoim entrou para história como o diferencial para romper anos e anos em que o poder legislativo sempre abonou o executivo em suas decisões, é ai que entra a brilhante decisão do vereador.

“Isso que chamo como livre manifestação da vontade e do voto, eu entendi que estava na hora da câmara de vereadores ter uma posição independente, pois não queria começar um novo ano legislativo com uma mesa sendo puxadinho do executivo,  desejo uma câmara independente para fiscalizar e legislar em prol da população Rondonopolitana.” Disse o vereador.

A principal razão do voto livre é a mesma da democracia.

As pessoas devem ter o direito e a responsabilidade de tomar suas próprias decisões.

 

 

Redação